Publicado em 13/03/2014 ás 03h58 atualizado em 14/03/2014 ás 04h11

Carretas carregadas de soja adulterada foram apreendidas pela DIG de Ourinhos

O delegado da DIG João Beffa afirmou que eles já estavam investigando o esquema há seis e na última semana, sabia que alguns caminhoes passariam pela região. Os caminhões estavam na sexta-feira no posto Cometa, na rodovia Raposo Tavares em Salto Grande
Creditos: Diemmys Rodrigues

A Polícia Civil de Ourinhos, através da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) desmantelou uma grande quadrilha que adulterava soja destinada a exportação na região. Quatro pessoas foram presas em Salto Grande na última semana, e três carretas carregadas de grãos que substituiam a soja e não tinham valor nenhum no mercado foram apreendidas. 

O carregamento fazia parte de um esquema de adulteração de cargas de soja que funcionava havia pelo menos seis meses no Estado e já desviou milhares de toneladas que deveriam ser enviadas para o exterior, principalmente a China. Além dos motoristas das cargas, o esquema tinha a participação de outros homens que eram subornados como funcionários do porto de Santos, bem como os donos de empresas que fazem a intermediação entre o exportador e o importador. No total quatro pessoas foram presas, e três empresários, de Santos, Ourinhos e Assis, tiveram a prisão pedida pela Polícia Civil.

O delegado da DIG João Beffa afirmou que eles já estavam investigando o esquema  há seis e na última semana, sabia que alguns caminhoes passariam pela região. Os caminhões estavam na sexta-feira no posto Cometa, na rodovia Raposo Tavares (SP-270), em Salto Grande. 

Beffa declarou que foi retirado material da carga para analise e foi constatado que a carga era apenas de 20% de soja pura, o resto se tratava de milho e trigo estragado. Nas carretas foram encontrados uma arma, munições eR$ 49,5 mil em dinheiro. O dinheiro seria usado para subornar pessoas durante a viagem e somente o conferente da carga no porto de santos recebia R$ 1,5 mil para liberar a entrada de cargas no porto de Santos.

Outros três caminhões carregados de material adulterado doram apreendidos no porto de Santos, antes de serem exportados. Ainda na sexta-feira, o delegado pediu a prisão de donos de empresas que faziam a intermediação na compra e exportação. 

João Beffa afirmou em entrevista que desconfiava que o esquema já funcionava há muito tempo na região e pode continuar em outros locais do Brasil e que a Polícia Civil vai continuar investigando. 

 

  • NISSAN 16

    Sob consulta
  • CENTRO

    R$ 700
  • GOL 14

    R$ 26.990
  • ***DEPILAÇÃO/ DESIGNER SOBRANCELHA

    Sob consulta
  • CALOPSITAS

    Sob consulta
  • TOYOTA 12

    R$ 45.000
  • BERNARDINO CAMPOS

    R$ 180.000
  • BANCOS

    R$ 100
  • IPHONE 5S

    R$ 950
  • PRÉDIO COMERCIAL

    Sob consulta

Renovação de anúncios classificados gratuitos.

Até quarta-feira às 18:00h.

Fechamento de edição para novos classificados.

Até quarta-feira às 12:00h.

Fone (14) 3324-1600

R. Antônio Carlos Mori, 504 - Centro,
Ourinhos - SP, 19900-081