Publicado em 12/07/2017 ás 11h49

Linha férrea que já foi sinal de progresso, hoje é sinônimo de atraso e incômodo

Prefeito Lucas Pocay aposta em projetos envolvendo a revitalização da linha férrea de Ourinhos
Creditos: Alexandre Mansinho

Alexandre Mansinho

Nos idos dos anos 30, quando Ourinhos nascia, a estação do trem e as vias férreas, sobretudo o entroncamento ferroviário, foram as molas propulsoras do desenvolvimento. Por causa do trem Ourinhos cresceu mais que as cidades vizinhas e, nos anos atuais, figura como uma das maiores cidades do centro oeste paulista. Hoje, porém, a linha férrea que corta a cidade é sinônimo de atraso e incômodo – carros e pedestres dividem espaço com o passado abandonado que enferruja a olhos vistos.

Em coletiva de imprensa, na ocasião do lançamento do empreendimento Hipercenter Ourinhos, o prefeito Lucas Pocay reforçou os planos envolvendo transposição e V.L.T.

É fato que Pocay tem se empenhado em conseguir as liberações necessárias para o projeto do V.L.T. (veículo leve sobre trilhos) sair do papel e, conforme já anunciado amplamente pela imprensa, o projeto de transposição já está aprovado e com as liberações em dia. O que falta conseguir, segundo o próprio prefeito, é a verba para tirar os projetos do papel.

 

 

  • FORNO

    R$ 3.000
  • GOL 12

    Sob consulta
  • MB 76

    Sob consulta
  • NISSAN 15

    Sob consulta
  • CENTRO

    R$ 700
  • VAN 08

    R$ 38.000
  • DOBLO 09

    Sob consulta
  • GOL 14

    R$ 28.500
  • SUZUKI

    R$ 900 + doc
  • MÁQ. COSTURA

    R$ 380

Renovação de anúncios classificados gratuitos.

Até quarta-feira às 18:00h.

Fechamento de edição para novos classificados.

Até quarta-feira às 12:00h.

Fone (14) 3324-1600