Publicado em 11/11/2017 ás 08h37

Justiça poderá obrigar Governo do Estado de São Paulo a “zerar” a fila de cirurgias eletivas em Ourinhos

Segundo o promotor Dr. Adelino Lorenzetti, não há um “caos” na saúde pública ourinhense, mas medidas judiciais estão sendo tomadas para solucionar o problema das mais de 1,4 mil pessoas que aguardam uma cirurgia.
Creditos: Alexandre Mansinho

Alexandre Mansinho

Nas últimas semanas, problemas referentes à área da saúde têm tomado conta das redes sociais em Ourinhos. Acusações e cobranças realizadas pela população, bem como questionamentos acerca da gestão, tanto das vagas de urgência/emergência quanto dos leitos de internação, provocam dúvidas e revolta nos usuários que dependem do Sistema Único de Saúde (SUS).

Alheio aos problemas políticos, Dr. Adelino Lorenzetti Neto, promotor de justiça, concedeu uma entrevista ao Jornal Negocião na qual esclarece qual é, na visão no Ministério Público, o real problema: a Central de Regulação de Ofertas e Serviços de Saúde (CROSS).

Segundo Dr. Adelino, não há um caos instalado no sistema UPA/Santa Casa, o que há é um repasse de verbas insuficiente por parte do Governo do Estado de São Paulo e uma demora, por parte do CROSS, em encaminhar os casos que necessitam de internação para a Santa Casa de Ourinhos ou para qualquer outro hospital de referência na região.

Cirurgias eletivas e exames de alta complexidade - Dr. Adelino revelou que há um processo sendo construído que poderá resultar na obrigatoriedade da Secretaria Estadual de Saúde de “zerar” a fila de cirurgias eletivas e de exames de alta complexidade: “já nos reunimos com a Santa Casa de Ourinhos e com a administração da UPA, iremos nos reunir também com a secretária Cássia (Secretaria Municipal de Saúde) e construir um processo, com base na fila de pacientes que aguardam cirurgias e exames, também com base na capacidade técnica do hospital, para obrigar o Estado a zerar essa fila (...) já tive um caso de câncer na família e entendo a situação de fragilidade que os doentes e suas famílias passam (...) o Ministério Público está atento e fazendo sua parte para a solução do problema”.

“Não há omissão de socorro” - Sobre a situação das recentes mortes que foram registradas em Ourinhos o promotor afirma: “o serviço prestado na UPA é o melhor possível diante dessa situação econômica ruim na qual nos encontramos (...) os problemas que têm ganhado a mídia, de pessoas que morreram recentemente sob os cuidados da UPA, não são resultados de omissão de socorro (...) todos os casos são verificados com atenção pelo meu gabinete e, infelizmente, de modo especial esses últimos óbitos foram de pessoas que já estavam com uma saúde muito fragilizada”.

População culpa a Santa Casa - “Eu recebo em meu gabinete famílias de pessoas que estão internadas na UPA ou que estão aguardando cirurgia (...) essas famílias estão passando por uma situação de extrema fragilidade e, às vezes, acreditam que é a Santa Casa que “não quer receber” (...) na verdade a Santa Casa acaba levando a culpa de algo que não é de sua responsabilidade (...) há casos pontuais que o Ministério Público está investigando, mas, de modo geral, tanto a estrutura da Santa Casa de Ourinhos quanto seus profissionais têm uma qualidade alta”.

O que é a Central de Regulação de Ofertas e Serviços de Saúde (CROSS) - A Central de Regulação de Ofertas e Serviços de Saúde (CROSS), tem por finalidade operacionalizar as ações de regulação da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo (SES/SP). Atualmente o superintendente da CROSS é Didier Roberto Torres Ribas e, segundo material publicado no site oficial da SES/SP, há um grupo de técnicos (60% de profissionais médicos) que, com base nos dados define quem será internado.

"Esta operacionalização é feita por meio do Portal CROSS, um sistema web que permite a total visibilidade da situação da rede assistencial nas diversas regiões de Saúde e o acompanhamento de suas atividades, disponibilizando ainda relatórios e indicadores (...) a plataforma está disponível on-line às Unidades de Saúde no endereço http://www.cross.saude.sp.gov.br/ e contempla seis módulos de regulação: pré-hospitalar, urgências, leitos com e sem emissão de Autorização de Internação Hospitalar (AIH), ambulatorial e indicadores", afirma Ribas em entrevista divulgada pelo Governo do Estado de São Paulo.

  • NISSAN 16

    Sob consulta
  • CB 84

    R$ 6.000
  • CENTRO

    R$ 700
  • JOGO RODAS

    R$ 500
  • GOL 14

    R$ 26.990
  • ***DEPILAÇÃO/ DESIGNER SOBRANCELHA

    Sob consulta
  • CALOPSITAS

    Sob consulta
  • TOYOTA 12

    R$ 45.000
  • BERNARDINO CAMPOS

    R$ 180.000
  • IPHONE 5S

    R$ 950

Renovação de anúncios classificados gratuitos.

Até quarta-feira às 18:00h.

Fechamento de edição para novos classificados.

Até quarta-feira às 12:00h.

Fone (14) 3324-1600

R. Antônio Carlos Mori, 504 - Centro,
Ourinhos - SP, 19900-081