Publicado em 31/12/2018 ás 07h03

Em uma breve retrospectiva, Capitão Augusto fala sobre sua trajetória e novos projetos para a cidade

Finalizando sua primeira legislatura na Câmara dos Deputados, o político já inicia 2019 com muitos planos
Creditos: Arquivo pessoal

Letícia Azevedo

Popularmente conhecido por Capitão Augusto, José Augusto Rosa é nascido na cidade de Ourinhos-SP, Ingressou na Polícia Militar do Estado de São Paulo em 1988, no 8º Grupamento de Incêndios do Corpo de Bombeiros, situado em Santo André/SP, onde alcançou a 1ª colocação na classificação geral, podendo dessa forma optar em ser classificado no 2º Batalhão da Polícia Militar Rodoviária, sediado em Bauru/SP. Em 2014 foi eleito Deputado Federal pelo Estado de São Paulo e reeleito nas eleições de 2018 com expressiva votação – 242.327 votos. 

Finalizando sua primeira legislatura na Câmara dos Deputados do Brasil, eleito pelo Partido Republicano, o Deputado Federal Capitão Augusto realizou diversos feitos na cidade, principalmente na área da saúde e na conquista da isenção do pedágio da linha de Marques dos Reis.

BALANÇO DA VIDA POLÍTICA - “(...) primeiramente, desde que saí candidato a primeira vez, em 2002, sempre me propus a fazer um trabalho defendendo algumas bandeiras. Bandeira da polícia militar, bandeira da cidade de Ourinhos, de toda a região e fomos abrangendo outras áreas durante o mandato. Pra mim os quatro anos passaram extremamente rápido, pois muito estudo e trabalho requer tempo, e o tempo para nós passou voando. Para nossa região conseguimos diversas emendas, o número foi bastante expressivo, mais de 13 milhões de reais, de emendas já pagas às prefeituras, para entidades assistenciais, mais auxílios através de emendas parlamentares.”

CREDENCIAMENTO DO HOSPITAL DO CÂNCER - Uma das emendas que trouxeram maior orgulho para o Capitão, foi a responsável pelo credenciamento do Hospital do Câncer de Ourinhos para atendimento pelo sistema único de saúde (SUS), pois segundo ele, a cidade necessitava que os pacientes fossem atendidos o mais perto possível de suas casas e de forma eficiente (...) O hospital é algo extremamente importante para as pessoas de Ourinhos e também da região, pois consegue atender diversos pacientes que teriam que ir para cidades como Jaú ou Barretos, e conseguem um ótimo atendimento aqui. Ter um Hospital dessa proporção para a cidade também é de suma importância, pois a cidade vira referência, e também acaba por aquecer a economia e o comércio da região. Precisamos trabalhar agora na ampliação do hospital, que já se faz necessário.”

PEDÁGIO DE JACAREZINHO - Capitão citou também que está contente e confiante no fim do pedágio que liga as cidades de Jacarezinho e Ourinhos, e que apesar da luta para que ele continue funcionando, ele será sim, definitivamente desativado “(...) antes deste pedágio ser desativado, cerca de 30 mil pessoas já não pagavam a taxa por conta das carteirinhas de isenção da cobrança. Fomos inviabilizando, lutando na Justiça, até mesmo esse número excessivo de carteirinhas que foram confeccionadas, colaborou para que a Justiça tentasse de todas as formas desativá-lo. No momento o pedágio está suspenso de suas atividades, sabemos que os responsáveis tentarão de todas as formas reativá-lo, mas sabemos também que com toda a certeza serão os últimos suspiros de uma praça que será completamente desativada. Esse pedágio já prejudicou muito a nossa cidade, nossa economia, nosso comércio, fez um verdadeiro bloqueio entre os estados de São Paulo e Paraná. A Rua dos Expedicionários que era uma referência para o comércio de autopeças, tanto para Ourinhos quanto para a região, acabou sendo muito prejudicada, os comerciantes do local sentiram muito a queda no movimento. Fora que ao dar uma volta na cidade, vemos com muita tristeza a quantidade de imóveis, para locação e venda, de comerciantes que não conseguiram suportar a queda nas vendas na área central. Eles podem lutar e tentar novamente ativar o pedágio, que pode até voltar a funcionar por mais algumas semanas, mas iremos retirá-lo de funcionamento definitivamente até o ano que vem.

PROJETO ANGRA DOCE - Há vários anos Capitão Augusto vem trabalhando no projeto por apostar nessa nova tendência no país e tem a intenção de instituir a região de Angra Doce como Área Especial de interesse Turístico, composta por vários municípios dos Estados de São Paulo e Paraná, como Chavantes, Ribeirão Claro, Carlópolis e muitos outros. Visa também trazer à região mais empregos aos que necessitam. “(...) o Projeto Angra Doce é o maior projeto turístico do Estado de São Paulo. Sabemos que nossa região é carente nesta área, infelizmente por não ser bem explorada, pois temos diversos locais que poderiam ser aproveitados. O turismo é a maior locomotiva geradora de empregos do mundo. A cada três vagas de emprego geradas no mundo, uma tem ligação direta com o turismo, e como nós não conseguimos competir diretamente com grandes cidades, por questões geográficas e financeiras, para trazer empresas da área turística para a nossa região temos que inverter a situação. Temos que explorar esse local belíssimo que é chamado Angra Doce, localizado na confluência do Paranapanema com os rios da Represa de Chavantes, o que possibilita um visual magnífico. Temos muito a explorar nessa região, e inclusive diversas empresas já começaram a se interessar em construir nessas regiões resorts, pousadas, restaurantes, marinas, fato que com toda certeza trará grande geração de empregos à região que está extremamente carente na área de trabalho.”

EMENDAS PARA APAE - Capitão falou também que a destinação de emendas para entidades assistenciais como a APAE, foi de grande importância em sua jornada política “(...) sou presidente da frente parlamentar das APAEs do Brasil, foram mais de dois milhões de emendas destinadas as APAEs da região. Sabemos que as entidades enfrentam diversas dificuldades, pois oferecem atendimento gratuito para os deficientes, e eles necessitam de prédios adaptados, cadeiras adaptadas, tudo o que seja voltado ao bem estar dos que frequentam as entidades, e gosto de acompanhar essas necessidades de perto, gosto de me envolver e tomar ciência do que realmente se faz necessário para buscar solucionar essas necessidades.”

PL 1767/15 – PROJETO DE LEI DOS RODEIOS - Capitão também se orgulha em um projeto de sua autoria que foi contra a proibição dos rodeios no país, que concedeu status de manifestação da cultura nacional do rodeio e à vaquejada “(...) Conseguimos derrubar os três projetos que proibiam a realização dos rodeios no Brasil, e aprovamos o projeto de minha autoria que sagrou o Rodeio como Patrimônio Cultural Nacional, onde ele não pode ser proibido de acontecer em nenhum ponto do país.”

AVALIAÇÃO POSITIVA - Todos esses feitos e realizações fizeram com que o Deputado fosse apontado como um dos dez melhores congressistas do país pelos dois principais institutos de avaliação, o "Congresso em Foco" e o "Rancking Político", o que para Capitão Augusto é um grande privilégio “(...) Os "congressistas" apontados pelos dois institutos são 513 deputados e mais 86 senadores. Ficar entre os 10 pra mim é um grande privilégio. Fui o Deputado Federal mais votado do interior de São Paulo, pulei de 46 para 243 mil votos, e isso não é em vão. Tenho certeza que a realização de todos esses projetos contribuiu para essa votação tão expressiva.”

FUTURO – Para o futuro, o Capitão acredita que vários feitos estão por vir, principalmente com a eleição do Presidente Jair Bolsonaro, candidato que Capitão Augusto apoiou desde o começo, por partilharem dos mesmos ideais, e principalmente dos mesmos interesses políticos “ (...) eu estive na Barra da Tijuca, na residência do Bolsonaro no Rio de Janeiro e inclusive disse a ele, a mesma coisa que estou repetindo a vocês: Que não importa como ele entrou na presidência, e sim como ele vai sair. Que não adianta ele entrar aplaudido e sair vaiado. Que importa como ele deixará o governo daqui para frente. E que ele teria que se importar e lutar para atender o que a população pede, o que o povo almeja. Eu acredito que o brasileiro votou nele buscando duas coisas: combate a corrupção e segurança pública. Ele ter nomeado Sérgio Moro como Ministro da Justiça, já mostra que o combate a corrupção será o foco do seu mandato. O desaparelhamento do Estado, que foi implantado pelo PT, acabou com o nosso país. Essa forma suja de governar que a esquerda impôs ao país, esse prejuízo trazido pelo governo do Partido dos Trabalhadores, vai demorar dez, vinte anos para ser sanado. Bolsonaro não conseguirá resolver todos os problemas que se arrastam a mais de dez anos em apenas um mandato. Porém é necessário que haja um começo, e 2019 será o início de um novo tempo. Outro aspecto que o brasileiro mais necessita, é a segurança. Muitas vezes ouvimos que o problema do Brasil é a saúde precária, a educação precária, mas eu discordo disso. Acredito que a base de um país se faz com segurança. É uma questão de extrema importância, e o povo brasileiro votou nele porque é carente de segurança, e esse é um aspecto que com certeza vai ser trabalhado com muita firmeza. Vamos apostar no combate as facções criminosas que estão dominando vários municípios, são mais de 80 no nosso país e principalmente o tráfico de entorpecentes que está corrompendo a vida dos nossos jovens. Claro que temos outras áreas que temos que trabalhar, mas acredito que as duas citadas são essenciais.” 

NOVOS PROJETOS – Em seu novo mandato, Capitão Augusto já entra com novos projetos como por exemplo a duplicação da BR-153, a transformação da Santa Casa de Ourinhos em Hospital Regional, trazer a Faculdade de Medicina para Ourinhos e a Ampliação do Hospital Oncológico “(...) A rodovia que liga Ourinhos, Marília, Lins e São José do Rio Preto, necessita de duplicação, já fizemos reuniões com o Ministro dos Transportes, montei uma frente parlamentar com mais de 200 deputados que assinaram a favor da duplicação e essa será uma das minhas bandeiras. Transformar a Santa Casa de Ourinhos em Hospital Regional também é uma de suas metas “(...) Nossa Santa Casa já atende todos os municípios da região, porém não recebe verba para realizar esses tipos de atendimento. Ourinhos tem que assumir essa responsabilidade também, nossa cidade é um polo regional, e tem que se comportar como tal, inclusive na área da saúde. Temos que ampliar os atendimentos e assim receber mais recursos do Governo”, explicou o Deputado.

PROJETOS NA ÁREA DA SAÚDE - Implantar a Faculdade de Medicina em Ourinhos também compõe os objetivos do deputado, o que significa a realização de um sonho para qualquer cidade, pois traz diversos estudantes, recursos para o município e principalmente mais médicos formados, benefícios para o município “(...) A Faculdade de Medicina pode vir em forma de uma parceria com a UNI-FIO e a Santa Casa ou até mesmo com o MEC. E ainda nessa linha da saúde, vamos buscar veementemente a ampliação do Hospital do Câncer de Ourinhos, para que ele possa atender 100% dos pacientes da nossa região, levantando assim o teto de R$500 mil para até R$3 milhões de reais.”

PRESIDÊNCIA DA CÂMARA DOS DEPUTADOS - Finalizando os seus novos projetos, Capitão Augusto fala de sua candidatura à Presidência da Câmara dos Deputados em Brasília, em fevereiro de 2019 “(...) somos 273 novos deputados, que não conhecem o regimento interno da Câmara dos Deputados, seu funcionamento interno, e praticamente inviabilizam a candidatura de qualquer um. Aceitei o convite de amigos para concorrer à Presidência, estudamos eu e minha equipe e vimos chances nessa eleição. Disputarei com mais 5 candidatos e com certeza em um possível segundo turno tenho chances claras de vitória. É um dos três maiores cargos do país. Para o primeiro turno Rodrigo Maia é favorito, mas no segundo turno, que já é praticamente certo, tenho claras chances e vamos tentar, com coragem e muita firmeza nas nossas ações.”

CONSIDERAÇÕES FINAIS - Em suas considerações finais, o Deputado Federal Capitão Augusto dá um puxão de orelhas no eleitorado municipal e principalmente naqueles que se abstiveram das urnas “(...) Infelizmente ainda falta um amadurecimento político aos eleitores da região, principalmente os do interior, pois numa cidade com densidade populacional maior, existir um número de abstenção, votos brancos e nulos, não faz tanta diferença como em uma cidade do interior faz. Porém em uma cidade como Ourinhos, onde cerca de 20 mil pessoas não exercem o seu direito de votar, os eleitores podem prejudicar um possível candidato que não venha a se eleger por falta de mil votos. O pessoal necessita ter mais consciência do seu voto. Diversos candidatos vieram até a nossa cidade, candidatos que nunca fizeram nada pelo nosso município, nunca trouxeram emendas, nunca realizaram um feito pela região, infelizmente levou diversos votos da população, e isso é um absurdo. Esses votos poderiam fazer falta inclusive para candidatos que já fizeram algo pela sua cidade. Então é de extrema importância a consciência política, pois a população é quem mais perde, e pode não ter nenhum representante para conseguir benfeitorias para o seu município. Abster-se não é o correto, pois o eleitor perde completamente o direito de cobrar qualquer tipo de ação de seus governantes” - finaliza o Deputado.

  • JOSEFINA

    R$ 145.000
  • APARTAMENTO

    R$ 190.000
  • CRIADO MUDO

    R$ 80
  • ***DEPILAÇÃO/ DESIGNER SOBRANCELHA

    Sob consulta
  • VILLE DE FRANCE

    R$ 110.000
  • B. ESPERANÇA II

    R$ 400 + IPTU
  • SAVEIRO 16/17

    R$ 62.000
  • GUARUJÁ - PITANGUEIRAS

    Sob consulta
  • LOTEAMENTO LAGO AZUL

    R$ 720.000
  • S. LUIZ

    R$ 130.000

Renovação de anúncios classificados gratuitos.

Até quarta-feira às 18:00h.

Fechamento de edição para novos classificados.

Até quarta-feira às 12:00h.

Fone (14) 3324-1600

R. Antônio Carlos Mori, 504 - Centro,
Ourinhos - SP, 19900-081