Publicado em 04/01/2019 ás 07h47

Munícipes se reúnem e protestam contra a falta d’água em Ourinhos

Os manifestantes foram recebidos na SAE e alguns representantes participaram de uma reunião com diretores da autarquia
Creditos: Letícia Azevedo

Marcília Estefani

Manifestantes se mobilizaram através de um grupo de whatsapp e se reuniram na tarde desta sexta-feira, 4, na Praça Mello Peixoto, no centro de Ourinhos, de onde seguiram em caminhada para a SAE. O objetivo era serem recebidos pelo superintendente da autarquia, o engenheiro Marcelo Simoni Pires. Eles protestaram contra a falta d’água, contra a alta nas contas de água, apesar da falta do produto.

No local o assessor de comunicação, José Luiz Martins, recebeu os manifestantes e pediu que se formasse uma comissão para uma reunião com alguns diretores da SAE. Na ocasião foi informado que o superintendente Marcelo estaria em reunião na Prefeitura.

Os munícipes foram ouvidos e receberam o seguinte comunicado: 

“Como promessa de uma administração transparente, leal e comprometida com a situação da água do município de Ourinhos, a SAE, em conjunto com a Prefeitura Municipal, vem respeitosamente perante seus munícipes e reais detentores do poder, apresentar as razões que justificam a falta de água no município, bem como as ações que estão sendo adotadas para resolução do problema.

Em dias mais quentes, sobretudo com a chegada do verão, a oscilação no fornecimento de água em Ourinhos não é novidade, a falta de água em alguns pontos do município traz preocupação para a população e para a administração pública, já que nesse período o consumo praticamente dobra. É lamentável que estejam fazendo uso político dessa situação para confundir a população e distorcer a realidade dos fatos. 

O município de Ourinhos possui uma Estação de Tratamento de Água (ETA) construída em 1962 e, desde então, não sofreu qualquer obra de melhoramento ou ampliação. Por óbvio, com o aumento da cidade, obras também deveriam ter sido realizadas na ETA, contudo nada foi feito. Isso significa que atualmente a ETA está trabalhando sobrecarregada e muito acima de sua capacidade (sua capacidade nominal é de 240 litros por segundo e vem operando com no mínimo 500 litros por segundo).

Em uma breve cronologia dos fatos, para melhor entendimento da população, em agosto de 2010 a SAE contratou e recebeu um Plano Diretor do Sistema de Abastecimento de Água (SAA), o qual tinha a finalidade de diagnosticar as deficiências existentes no município e propor as ações que deveriam ser adotadas para não ocorrer qualquer problemática de falta de água.

O Plano Diretor apontou 4 (quatro) alternativas para a solução do problema, as quais consistiriam em obras de grande vulto a curto, médio e longo prazo. Todas as 4 (quatro) alternativas determinavam a ampliação da ETA e 3 (três) delas incluíam, também, a perfuração de poços. Não houve, desde então, qualquer obra ou esboço para ampliação da ETA, limitando-se as antigas gestões a realizarem a perfuração de 2 (dois) poços, no Ville de France e Diamantes, por serem obras mais baratas. Claramente a perfuração de 2 (dois) poços não resolveu o problema.

Adicionalmente, todos os equipamentos destinados à produção e distribuição de água funcionam através de energia elétrica e até 2018 eram acionados de maneira mecânica por servidores especializados dessa autarquia. Esse processo demandava tempo e, consequentemente, gerava a falta de água. Atualmente, a gestão do prefeito Lucas Pocay modernizou essa sistemática e tornou esse processo automático. Imediatamente, com a queda da energia, o sistema é acionado na ETA de forma rápida, efetiva e, principalmente, sem causar risco de vida aos servidores da autarquia. 

Além da existência dos inúmeros problemas técnicos, essa gestão assumiu a função sem qualquer documento hábil que pudesse embasar a adoção de obras, já que inexistem informações claras do volume correto de água produzida e distribuída no município de Ourinhos. Tão somente era informado por servidores mais antigos que o volume de água perdido era de aproximadamente 60% ou seja, apenas 40% da água tratada estava chegando para as casas das pessoas.

A SAE, em meados de 2016, contava com um déficit orçamentário de R$ 2.359.515,56, o que obviamente, impedia a realização de quaisquer atos sem que antes fossem equilibradas as contas públicas.

Diferentemente do que tem sido alardeado e difundido, a SAE está adotando inúmeras medidas para regularizar o abastecimento de água no município atuando diuturnamente para solucionar esse antigo e difícil problema, que tem afetado o dia a dia dos munícipes e que nesse ano parece ter atingido seu pico. 

Diferentemente das antigas posturas, reduziu de maneira brusca os gastos da máquina pública e obteve êxito em guardar a quantia de 8 (oito) milhões de reais que será investida exclusivamente na ampliação da ETA, com previsão de início de licitação para o primeiro semestre de 2019.

Encontra-se também em processo a montagem de edital para perfuração de um 1 (um) poço com licitação prevista para o início de março de 2019.

Além disso, ciente da necessidade de não só aumentar a produção de água, como também a sua distribuição, a SAE já iniciou processo licitatório do projeto básico do Sistema de Abastecimento de Água (SAA), o qual definirá o que precisa ser feito, priorizando as intervenções em adutoras e redes.

Com a máxima transparência para os munícipes, a Prefeitura Municipal de Ourinhos e a SAE deixarão de maneira permanente junto as suas sedes, cópia da documentação que comprova todos os fatos aqui relatados e noticiados, os quais poderão ser consultados por qualquer interessado.

Ciente de toda a situação vivenciada pela gestão do Prefeito Lucas Pocay e principalmente do caos da população ourinhense, a Prefeitura de Ourinhos e a SAE pedem a compreensão e auxílio da população para vencer a desordem, e informa que todas as medidas estão sendo adotadas para solução definitiva do problema, com foco principal em atender a população da melhor forma possível.

  • JOSEFINA

    R$ 160.000
  • MALTÊS

    Sob consulta
  • SOL

    R$ 200.000
  • CHÁCARAS

    R$ 50.000
  • ***DEPILAÇÃO/ DESIGNER SOBRANCELHA

    Sob consulta
  • VILLE DE FRANCE

    R$ 110.000
  • SAVEIRO 16/17

    R$ 60.000
  • GUARUJÁ - PITANGUEIRAS

    Sob consulta
  • STA FELICIDADE II

    R$ 250.000
  • LAGO AZUL

    R$ 730.000

Renovação de anúncios classificados gratuitos.

Até quarta-feira às 18:00h.

Fechamento de edição para novos classificados.

Até quarta-feira às 12:00h.

Fone (14) 3324-1600

R. Antônio Carlos Mori, 504 - Centro,
Ourinhos - SP, 19900-081