Publicado em 11/04/2019 ás 03h29

Círculos de Paz são realizados em Escolas de Ourinhos

A fim de trazer entendimento e socialização, o projeto entra em contato com estudantes da cidade
Creditos: Eurico Ap. Rodrigues

Letícia Azevedo/Eurico Ap. Rodrigues

No dia 15 de março foi realizado na Escola Estadual Domingos Camerlingo Caló, o primeiro Circulo da Paz, projeto voltado para a prevenção e transformação de conflitos, oferecendo formas de prevenção e enfrentamento de temáticas nos ambientes que atendam pessoas e se interessem pelo projeto em suas instituições.

Com o tema “DE QUE OS JOVENS PRECISAM”, o círculo contou com a participação da orientadora pedagógica Gisele Junqueira e do psicólogo Valdir F. Barbosa, através da solicitação e apoio da professora mediadora Andrea Massoni, que reconheceu a importância dos acontecimentos e a emergência de uma resposta amorosa aos medos e inseguranças dos estudantes.

Os princípios e valores das práticas restaurativas cria uma cultura de diálogo, respeito mútuo e de paz, que são úteis para conter a raiva, a frustração e a dor, bem como ajudam a acolher a alegria, a verdade, os paradoxos, as divergências e as diferentes visões de mundo.

Na escola os conflitos estão sempre presentes e a comunidade escolar precisa conhecer ferramentas, estratégias e desenvolver habilidades que possibilitem o seu gerenciamento pacífico, com a presença constante do diálogo, por se tratar de local propício à disseminação de valores e à construção da cidadania.

É importante salientar que não se nega as consequências do mau comportamento; não se trata de “passar a mão na cabeça”, ao contrário, o que se busca é levar ao jovem a compreensão do dano causado por suas ações através da reflexão, responsabilização e a restauração dos danos causados, através do desenvolvimento do pensamento crítico, de habilidades para solucionar problemas.

Desenvolve a valorização da assertividade, da empatia e da busca de solução de problemas por meio de processos de cooperação, ao contrário dos métodos punitivos que pouco ou nada fazem para reduzir a reincidência ou os comportamentos negativos nas escolas.

Diante desse panorama, com o apoio da Juíza da Infância e Juventude, Dra. Renata Ferreira dos Santos Carvalho, Rose Helena Henrique Rodrigues, atuante no campo da Infância e Juventude, e Alessandra Tottene de Carvalho, que atende casos referentes à Lei Maria da Penha, juntamente com o terapeuta Eurico Aparecido Rodrigues, foram buscar a formação necessária para a implementação do projeto de Justiça Restaurativa e Processos Circulares na cidade de Ourinhos.

A ideia é que, a curto/médio prazo seja possível a criação de um Núcleo de Justiça Restaurativa e Processos Circulares que possa atender às demandas do judiciário, buscando uma Justiça Restaurativa, bem como atenção às instituições como escolas, centro de ressocialização, grupos de atendimento à criança, aos dependentes químicos, e quaisquer outros grupos que busquem a pacificação como meta.

  • JOSEFINA

    R$ 145.000
  • PICK UP STRADA 14/15

    R$ 33.000
  • MESA

    R$ 999
  • ***DEPILAÇÃO/ DESIGNER SOBRANCELHA

    Sob consulta
  • VILLE DE FRANCE

    R$ 110.000
  • B. ESPERANÇA II

    R$ 400 + IPTU
  • SAVEIRO 16/17

    R$ 60.000
  • PÉ DE MÁQUINA

    R$ 300
  • VECTRA 10

    R$ 25.000
  • SÃO ROQUE

    Sob consulta

Renovação de anúncios classificados gratuitos.

Até quarta-feira às 18:00h.

Fechamento de edição para novos classificados.

Até quarta-feira às 12:00h.

Fone (14) 3324-1600

R. Antônio Carlos Mori, 504 - Centro,
Ourinhos - SP, 19900-081