MAX. º MIM. º
TEMPO:

ACE INFORMA – Aproveite as férias para ensinar educação financeira aos pequenos

A Associação Comercial e Empresarial de Ourinhos (ACE) sugere aos pais de filhos ainda na infância que as férias escolares do meio do ano podem ser um bom momento para ensinar educação financeira para as crianças. Uma boa sugestão é baixar a Cartilha de Educação Financeira Infantil – VOCÊ SABE DE ONDE VEM O DINHEIRO?, que está disponível no site Consumidor Positivo, da Boa Vista SCPC. Nela há várias orientações de como ensinar os pequenos a lidar com o dinheiro deles e da família, além de várias atividades que têm como propósito estimular as crianças a desenvolverem hábitos sadios de como lidar com as finanças.

Como explica Pablo Nemirovsky, superintendente de Serviços ao Consumidor da Boa Vista SCPC, “a Educação Financeira introduz conceitos simples e orienta as pessoas a aprimorar sua relação com o dinheiro, ajudando-as a usá-lo de forma mais responsável e consciente no curto, médio e longo prazos”.

Então, aquelas atividades programadas com os pequenos durante as férias de julho, podem ser uma ótima oportunidade para que aprendam, por exemplo, que não há dinheiro para tudo. Assim, antes de ir ao cinema, os pais junto com as crianças devem determinar o valor que poderá ser gasto com os ingressos e guloseimas. Estimule-os a fazerem anotações do que foi pago em cada momento e a somarem para ver como está o limite a ser gasto. Na própria Cartilha de Educação Financeira Infantil – VOCÊ SABE DE ONDE VEM O DINHEIRO? – há um caderninho de anotações que poderá ser impresso e entregue a eles para registrarem todos os valores.

A mesma atividade vale para todos os outros programas que serão feitos com as crianças durante as férias. Inclusive, pode ser levado para o momento na cozinha, onde pais e crianças poderão preparar bolos, sanduíches, sucos e outras comidinhas para serem levados nos passeios. Para que a atividade seja divertida, elas precisam colocar a mão na massa.

Com tudo pronto, pode-se fazer o cálculo de quanto se gastou com os ingredientes e comparar com o preço que seria pago numa lanchonete, quanto foi economizado ao levar o próprio lanche, e que outro programa é possível fazer com o dinheiro economizado.

Para estimulá-las, pode-se também dar para os pequenos o valor que não foi gasto e deixar que coloquem num cofrinho. Este dinheiro poderá ser utilizado num sonho dele, que pode ser desenhado no espaço destinado a isso na Cartilha de Educação Financeira Infantil – VOCÊ SABE DE ONDE VEM O DINHEIRO? – da Boa Vista SCPC, recortado e colado no cofrinho, para que eles sempre se lembrem de seu objetivo, e mantenham a disciplina de guardar parte do dinheiro que recebem.

Ensinando educação financeira nas atividades das crianças, os pais tem a oportunidade de estimulá-las a refletir sobre o uso consciente do dinheiro e, assim, crescerem sabendo de onde vem e quanto poderão gastar em suas atividades. “Quando estimulada e esclarecida desde cedo, a Educação Financeira contribui para que na vida adulta as pessoas saibam gerenciar melhor suas finanças pessoais e, melhor de tudo, aprendam a organizar as contas, a cortar gastos e a poupar para concretizar projetos pessoais e profissionais”, finaliza Nemirovsky.

© 1990 - 2019 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.