MAX. º MIM. º
TEMPO:

Doenças da primavera

Por ser uma estação marcada por ventanias aumentam as chances de adquirir doenças respiratórias

 

Juliana Neves

Adultos e crianças estão mais propensos para doenças respiratórias durante a primavera, por ser uma estação caracterizada como a época da ventania. Desta maneira, os vírus se espalham com mais facilidade e eles gostam deste clima ameno.

Outro motivo é o fato das pessoas não se prevenirem. Deixam de tomar vacinas e não praticam atitudes básicas de prevenção às doenças, como também frequentam de forma constante lugares de muito fluxo de pessoas, locais que são as principais fontes de contaminação para alguma doença.

“Há alguns dias atrás, tivemos um período muito seco e com muito calor, e as pessoas utilizaram de ventilador, ar condicionado, climatizador e umidificador, que são aparelhos que só pioram a situação respiratória das pessoas. Infelizmente, os objetos só ajudam a espalhar ainda mais os vírus das doenças”, conta o médico pediatra José Luiz de Lima.

Em dias de muito calor, as pessoas utilizam de ar condicionado que ajuda a disseminar os vírus (Fonte: Internet-Ilustrativo).

A dica é não se auto medicar com remédios que estão a todo momento em propagandas na televisão destinados para algumas inflamações, os anti-inflamatórios, e aqueles relacionados a “cura” de gripes e resfriados, pois esta medicação resseca o catarro e provoca a sinusite, como também destrói os rins, neurônios, o estômago e as células do pâncreas.

O adequado, segundo o pediatra, é “que a medicação correta seja o paracetamol ou dipirona por serem remédios seguros e estarem há quase 60 anos no mercado demonstrando eficiência, tomar bastante água para os vírus saírem do corpo e procurar o médico somente quando está em alguma situação grave”.

Doutor José Luiz de Lima, pediatra.

Dentre as doenças respiratórias mais comuns está a gripe, com mais de 700 vírus e mais de 1000 vírus para resfriados, roséola que proporciona febre alta em três dias e pinta o corpo, o que já é sinal de melhoria, o vírus da mão-pé-boca-bumbum, a conjuntivite – só com uma piscada já transmite o vírus para outra pessoa, laringite que é a famosa “tosse de cachorro”, sarampo que está voltando atingir a sociedade, meningite viral, a sinusite, rinite alérgica, asma que provoca a falta de ar, bronquite que é uma infecção e tosse alérgica.

Asma é uma das doenças respiratórias que necessita de uma bombinha para amenizar crises (Fonte: Internet-Ilustrativo).

“Muitos destes vírus possuem como foco principal os leites, iogurtes, yakult e lugares de muita aglomeração, por exemplo, festa de criança, shopping, igreja, avião, ônibus e dentre outros lugares que só de estar perto de alguém pode receber a transmissão do vírus”, explica Lima.

Quando se tem febre, de acordo com o pediatra, não é necessário a ingestão de medicação e nem ser medida a temperatura, pois não é grau de febre que provoca convulsão. A melhor maneira é se agasalhar e ingerir muita água e medicar a dor quando não for mais possível de se suportar.

PREVENÇÃO – Para prevenir as doenças respiratórias, o Dr José Luiz de Lima recomenda ficar de repouso em sua casa para não transmitir o vírus para outras pessoas, e também não ingerir produtos que possuem a substância tartrazina (corante), porque estimula a asma, rinite e tosse, que vieram da alimentação de um sorvete de leite, isotônico e bala, por exemplo.

A outra dica é a produção de um ar condicionado caseiro. “Ligar o ventilador mais comum que são aqueles em pé, limpar as pás com pano úmido e direcionar a ventilação para uma bacia com água, caso esteja muito calor pode colocar um bloco de gelo na água, pois toda a sujeira do ambiente ficará na bacia. Consequentemente, a criança ou adulto recebe um ar fresco, limpo e úmido, que é o que interessa para quem tem problema respiratório”, fala o pediatra.

Modelo de ventilador adequado para a produção de ar condicionado caseiro (Fonte: Internet-Ilustrativo).

Fazer algumas inalações com soro durante o dia ajuda na prevenção ou melhoria da doença respiratória. O soro também pode ser feito em casa com água e sal.

Comer bastante canja, lamber o próprio sal, ingerir diversos chás (alho, canela, limão, mel, gengibre), molhar o quintal quando não chover, passar água sanitária nas paredes da casa ajuda a manter a respiração limpa, e o rinosoro XT que é o xilitol que evita complicações nas narinas.

© 1990 - 2019 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.