sbado, 14 de dezembro de 2019

MAX. º MIM. º
TEMPO:

Significados da linguagem corporal

Juliana Neves

 

Fonte: https://www.juliananevesjornalista.com.br/

 

Toda movimentação corporal possui um sentido diferente e ao ser interpretada pode melhorar relações e conversas

 

Sabemos que existem dois tipos de comunicação: a verbal e a não verbal. Mas a não verbal não significa que seja somente imagens, figuras ou fotografias, a linguagem corporal também é considerada não verbal. “Essa linguagem representa 55% do nosso entendimento, seguida de 38% pelo tom de voz e apenas 7% é sobre o que dizemos. O modo como nos expressamos ao falar pode dizer muito mais sobre o real significado do que as palavras em si”, explica Madalena Feliciano, gestora de carreira, especialista em recolocação no mercado de trabalho e CEO da Outliers Careers e IPC.

É possível inferir que o nosso corpo está em constante comunicação, até mesmo transmitindo pequenas mensagens em alguns gestos, pois cada movimentação corporal possui uma razão única de estar sendo “anunciada”.

Exemplos de gestos que possuem significados diferentes (Fonte: Voitto).

Quando não entendemos e nem temos consciência deste processo comunicativo, a mensagem pode ser recebida com um mal entendimento, ou seja, está em desarmonia com o corpo. “Por exemplo, quando dizemos que algo nos interessa bastante, mas desviamos o olhar várias vezes. Esse tipo de comportamento é perceptível também pelo outro, e pode afetar a sua credibilidade”, diz Madalena.

Toda interação comunicativa é percebida de modo inconsciente quando observamos alguém triste, feliz, entusiasmado, entre outros sentimentos, e se o individuo sabe da importância de cada detalhe da linguagem corporal e sabe como interpretar, as relações interpessoais melhoram e tornam-se mais claras.

Segundo a especialista Feliciano, “Não existe um gesto mais significativo que seja universal, isso porque cada pessoa é diferente e terá gestos mais significativos para ela, em específico. O truque é saber avaliar com quem se está falando e adequar-se ao comportamento dessa pessoa.”

Olhos

O velho ditado “os olhos são as janelas da alma” é puramente verdadeiro ao se falar em linguagem corporal. Ao encarar os olhos de uma pessoa é possível interpretar diversos sentimentos, até mesmo em situações rotineiras, você pode não falar algo que está sentido, porém seus olhos estão dizendo.

“As conexões neurológicas acontecem em milésimos de segundo, e nosso olhar, instintivamente, o acompanha. É preciso disciplina para não demonstrar com os olhos o que estamos pensando.”, enfatiza a gestora.

Um olhar pode transmitir diversos sentimentos (Fonte: Palestrante).

Durante uma conversa há diversas possibilidades de comunicação e é comum que as pessoas estejam sincronizadas , isto é, estão se expressando de forma similar, e se algum individuo reage de maneira diferenciada, de acordo com a CEO Madalena, “é provável que mude também seu comportamento, que pode ser positivo ou negativo, diante a essa discrepância.”

Os sentimentos detectados nos olhares representam algo do passado, uma conversa ou situação e isso acontece devido a ligação direta dos olhos com o cérebro, de forma intuitiva. “É possível entender esses comportamentos mais a fundo com o Movimento Provável dos Olhos, por exemplo: nosso olhar se direciona para o lado superior esquerdo quando procuramos respostas para alguma pergunta.”, fala Madalena.

Vida, escolhas e atitudes

Principalmente, quando somos jovens, é o período da vida em que mais demonstramos emoções, por causa de influências que recebemos em nossos comportamentos advindos de um ambiente externo, consequentemente, é quando a linguagem corporal mais está explícita, pois não temos a consciência desta comunicação corporal.

E toda esta linguagem pode influenciar em situações da vida. “em relações interpessoais, como no trabalho, ou quando alguém tenta lhe convencer a fazer algo. Se a linguagem corporal dessa pessoa condiz com o desejado, você pode ser induzido a escolher aquilo, pois demonstra confiança”, exemplifica Madalena Feliciano.

Em uma reunião de trabalho encontra-se diversos movimentos comunicacionais (Fonte: Freepik).

Porém, nem tudo são flores, e existem os gestos negativos que variam de pessoa por pessoa e, ao mesmo tempo, os mais comuns são tocar na outra pessoa de forma ou situação inadequada e mostrar poucas expressões em uma conversa. Gerando um certo desconforto e, até mesmo, criar obstáculo desnecessário para algum negócio. Se foi intencional ou não, de qualquer forma, a mensagem foi recebida e surgiu o efeito contrário do esperado.

“Técnicas de linguagem corporal são extremamente benéficas para melhorar relações, tanto pessoais quanto profissional.”, finaliza a gestora.

© 1990 - 2019 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.