MAX. º MIM. º
TEMPO:

Câmeras de Segurança não multam, garante Prefeitura Municipal

Sistema de vídeo monitoramento serve apenas para garantir segurança, segundo prefeito e secretário de segurança

Letícia Azevedo

Durante esta semana, uma notícia circulou entre os munícipes de que as câmeras de vídeo monitoramento instaladas na cidade estariam sendo utilizadas para aplicar multas aos motoristas. Segundo as reclamações, elas estariam flagrando a falta do uso do cinto de segurança, o uso do celular enquanto dirigem, motociclistas sem capacete, entre outas infrações, tanto em vias públicas quanto em recintos como o Parque Olavo Ferreira de Sá.
SISTEMA MODERNO – É fato que Ourinhos conta hoje com um moderno sistema de segurança e que as câmeras de vídeo-monitoramento estão espalhadas por pontos estratégicos, como escolas, postos de saúde, praças e outras repartições públicas. As imagens são observadas através de um sistema de câmeras com o objetivo de impedir a depredação, furtos e roubos dos estabelecimentos.
DETECTA – As câmeras instaladas nas vias são interligadas com o Detecta, sistema inteligente de monitoramento de crimes, que realiza a leitura das placas e auxilia a polícia na recuperação de veículos furtados, roubados ou que estejam no nome de algum procurado da Justiça com documentação irregular.
FAKE NEWS – O Prefeito Lucas Pocay, em vídeo gravado em suas redes sociais, esclareceu que se tratava de mais uma Fake News, e que as câmeras têm por finalidade apenas auxiliar na segurança da população. “A Prefeitura fez um cinturão nas entradas e saídas da cidade, com o objetivo de facilitar a fiscalização, quanto a roubos e furtos”, afirmou.
SECRETARIA DE SEGURANÇA – O Secretário de Segurança Pública, Cel. Wagner Soares, explicou que a realização de multas através das câmeras de segurança é legal, está prevista no Código Brasileiro de Trânsito e já ocorre em alguns lugares do país, mas isso ainda não acontece em nossa cidade. “Em Ourinhos as autuações são praticadas aos motoristas que não respeitam as regras de trânsito por agentes de trânsito ou através da polícia militar e não através das câmeras” – esclareceu o secretário.
Ainda, segundo Coronel Wagner, se esse tipo de trabalho um dia for realizado na cidade, a população será previamente avisada. Nada será feito sem que haja uma divulgação adequada, pois o intuito não é penalizar e sim educar.
SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO – De acordo com a assessoria de comunicação da prefeitura, para que as multas sejam realizadas apenas através das imagens das câmeras, é necessário que haja um convênio com o Governo de Estado. “Esse tipo de câmera mesmo que estivesse conveniada não tem capacidade técnica para esse tipo de multa. O que ela teoricamente poderia multar, é a velocidade e documento atrasado”, assegurou Felipe Chamorro.

© 1990 - 2019 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.