tera, 21 de janeiro de 2020

MAX. º MIM. º
TEMPO:

Escola ‘Orlando Quagliato’ implanta o projeto “Alfabetização Ambiental”

O projeto visa conscientizar os alunos já alfabetizados sobre a preservação da natureza

 

Juliana Neves

 

Este ano, a Escola Estadual Orlando Quagliato pôs em prática o projeto “Alfabetização Ambiental”. A iniciativa é da Secretaria de Educação do Governo do Estado para um público alvo, o segundo ano do Ensino Fundamental.

OBJETIVO – O programa visa a conscientização do meio ambiente nas crianças que já estão alfabetizadas. O CEIAI – Centro de Ensino Fundamental e Anos Iniciais – é o responsável pelo projeto que busca a inclusão de habilidades, conteúdos socioambientais e promove um novo olhar sobre o meio ambiente e a sociedade.

ETAPAS – As atividades são divididas em etapas: primeiro o ambiente e as relações humanas, depois reconhecer as plantas como um ser vivo integrante do ambiente.

Na sequência, a cobertura vegetal nativa, conhecer o bioma local, desenvolver das mudas, a natureza e o plantio para restauração ecológica.

A partir daí, são desenvolvidos exercícios de leitura, questionamentos, análises, rodsa de conversas, produção de gráficos e comparações do corpo humano com uma árvore. Ao final, são plantadas mudas em frente à escola, muitas delas frutíferas.

QUESTIONAMENTOS – “Este trabalho se iniciou em sala de aula com o material especial enviado para nós. Os alunos fizeram atividades de escrita, rodas de conversas e nós fizemos uma avaliação sobre como é o olhar deles em relação ao meio ambiente. Eles também questionaram tudo que podiam referente aos conteúdos, inclusive, ficaram surpresos ao perceber semelhanças do corpo humano com a árvore”, explica a professora Silvia Aparecida dos Santos.

INCENTIVO E EXEMPLO – O plantio das árvores aconteceu na sexta-feira, 29, e os alunos deverão cuidar de suas plantas até o último dia deles na escola. “É uma sementinha que vai crescendo e quando eles forem embora saberão que ficou um pedacinho deles aqui através desta árvore plantada. Além de ser uma forma de incentivar a preservação do meio ambiente, pois esperamos que eles cresçam com esta visão de proteger a natureza”, diz a professora.

Segundo Sílvia, o momento do plantio foi de muita alegria e animação dos pequenos, porque eles gostaram de pôr a mão na terra e aguar para ficar na expectativa do crescimento das futuras árvores.

PROJETO PARALELO – A escola já desenvolve um projeto de meio ambiente em parceria com a Usina São Luiz que fornece as covas e as árvores para a realização do plantio.

“É um projeto com filhos dos funcionários da usina onde nós privilegiamos a conscientização ambiental. Várias ações foram feitas, desde a visita na fábrica, conhecimento da produção de álcool e açúcar e combate às pragas na lavoura de forma mais natural possível. Todos os alunos do Ensino Fundamental I plantaram árvores na praça em frente à escola. Este projeto recebe o mesmo nome de “Meio Ambiente Começa no Meio da Gente” e é para todos os anos escolares. Do governo do estado é somente para os alunos do segundo ano do fundamental”, sintetiza a coordenadora Ana Paula Pires de Oliveira.

A coordenadora afirma que a usina é a principal parceira da escola e ressalva que os diretores sempre apoiam as iniciativas ligadas à natureza e os professores participam de tudo.

© 1990 - 2019 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.