quarta, 11 de dezembro de 2019

MAX. º MIM. º
TEMPO:

Lucas diz ter dinheiro para resolver a crise da falta d’água de Ourinhos

Prefeito de Ourinhos pretende decretar Estado Emergencial no município para que obras sejam realizadas de forma mais rápida

 

Juliana Neves

 

O prefeito municipal de Ourinhos, Lucas Pocay, reuniu na manhã de hoje autoridades e representantes de entidades representativas da sociedade ourinhense. A reunião foi feita na SAE – Superintendência de Água e Esgoto de Ourinhos, sem a presença da imprensa.

O objetivo foi apresentar um Decreto de Estado Emergencial que o executivo deverá lançar para acabar de forma mais rápida a crise de falta d’água na cidade de Ourinhos.

ESTADO DE CALAMIDADE PÚBLICA – O prefeito pretende declarar estado de calamidade pública para poder realizar contratação direta para perfuração de poços artesianos, sem licitação. Segundo consta, a empresa que ganhou a licitação para a construção dos dois poços, um no Jardim Itamaraty e outro no Ville de France, estão apresentando problemas e atrasando os serviços.

DECRETO EMERGENCIAL – O Decreto Emergencial isentaria o processo de licitações e a possibilidade de contratar uma empresa mais qualificada para este serviço. Uma ação essencial para que seja entregue, pelo menos um poço para a população em 90 dias. Por meio de licitações, poderia demorar de seis a oito meses para ficarem prontos.

COOPARTICIPAÇÃO DAS ENTIDADES – Para que esta ação seja posta em prática, Lucas Pocay solicitou que os órgãos de controle e as instituições participem destes trâmites. Foi até sugerido pelo prefeito a realização de um termo de colaboração para explicar as razões da situação.

Durante a reunião, foi sugerido também uma campanha junto à população e escolas sobre conscientização do uso da água e outros apontamentos que as entidades julgarem necessárias.

ETA – O projeto de ampliação da Estação de Tratamento de Água (ETA), de acordo com o prefeito, será iniciado e demorará aproximadamente, de dois a três anos para ficar pronta. Com a utilização do termo de colaboração é previsto que esta obra inicie o mais rápido possível.

Segundo o vereador Alexandre Araujo Dauge (“Zóio” – PRB), que esteve presente na reunião, “é a troca de filtros para aumentar a capacidade de água da ETA, afinal, o prefeito Lucas Pocay afirmou ter dinheiro para todos os investimentos”.

REPRESENTATIVIDADE – Estiveram presentes na reunião, representantes do Legislativo, MPF – Ministério Público Federal, Lions Clube, OAB – Ordem dos Advogados do Brasil, OSBO – Observatório Social do Brasil – Ourinhos entre outros.

© 1990 - 2019 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.