quinta, 05 de dezembro de 2019

MAX. º MIM. º
TEMPO:

DIG de Ourinhos esclarece homicídio de Gabriel Alex Carrera Picon

O crime aconteceu na noite de 28 de setembro no CDHU

Marcília Estefani

Na tarde da quarta-feira, 16, a DIG – Delegacia de Investigações Gerais de Ourinhos, realizou coletiva de imprensa onde divulgou resultado das investigações do homicídio do jovem Gabriel Alex Carrera Picon, de 22 anos, ocorrido na noite do sábado, 28 de setembro na Rua Ângelo Perucci, CDHU da Vila Brasil.

De acordo com as investigações, Flávio Henrique Felismino de Brito Souza, 41 anos, pai da namorada de Gabriel, foi realmente o autor dos disparos que tirou a vida do jovem. O crime foi motivado por desavenças entre o casal, que passou a se ameaçar por conta das brigas.

Segundo o Delegado titular da DIG, doutor João Ildes Beffa, Flávio foi preso na terça-feira, 15, no Jardim das Paineiras, onde reside, através de Mandado de Prisão Temporária e foi recolhido à Cadeia Pública de São Pedro do Turvo. Ele não negou a autoria do crime, porém, não se manifestou a respeito de seus motivos.

Relembre o caso – Na noite de sábado, 28, Gabriel Alex Carrera Picon, 22, foi assassinado com quatro tiros, na Rua Ângelo Peruci, altura no número 483 do bairro Vila Brasil de Ourinhos.

O jovem foi encontrado sem vida em um terreno baldio. O rapaz estava com marcas de perfuração no braço e peito esquerdo, abdômen e na parte frontal e lateral.

Moradores do bairro, em conversa com a Polícia Civil, contaram que um carro, supostamente um Ford/Fiesta de cor prata, teria rodeado Gabriel, tendo o motorista efetuado os disparos contra o jovem, que correu para o terreno baldio.

No muro do local onde a vítima foi encontrada, havia duas perfurações de tiros que os policiais acreditam ser de projeteis de arma de fogo.

Familiares do rapaz afirmaram que dias atrás Gabriel se desentendeu com seu ex-sogro, suspeito do crime. O caso está sendo investigado pela polícia.

© 1990 - 2019 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.