MAX. º MIM. º
TEMPO:

Cerca de 38 mil pessoas ainda não realizaram a biometria em Ourinhos

O prazo para o cadastramento biométrico obrigatório na cidade de Ourinhos termina no dia 19 de Dezembro e cerca de 38 mil eleitores ainda não realizaram o seu cadastro. A biometria é uma tecnologia que confere ainda mais segurança à identificação do eleitor no momento da votação, por isso sua implantação deve ser realiza em todo o país.

O Cartório Eleitoral vem realizando plantões aos sábados e horários especiais de funcionamento para que as pessoas consigam realizar o cadastro e evitem filas futuras.

O ritmo lento de coleta da biometria vem preocupando. O receio é de concentração da demanda no final do período, uma vez que muitas pessoas deixam providências desse tipo para os últimos dias. Por isso, é importante o comparecimento o quanto antes.

Segundo a Chefe do Cartório Eleitoral da 82 Zona Eleitoral de Ourinhos, Rafaela Benck Biagini, há a necessidade da cooperação da população para que não deixem para a última hora a realização do cadastramento “A quantidade de eleitores que ainda não fizeram o cadastramento é altíssimo, cerca de 38* mil eleitores no município não compareceu até o Cartório Eleitoral. Procurem por nós, pois as filas com certeza ficarão enormes, pois o brasileiro já tem essa cultura de deixar tudo para última hora” comentou Rafaela.

Documentos necessários – No momento do atendimento, o eleitor deve levar documento oficial de identificação e comprovante de residência. Se tiver o título, deve apresentá-lo também. O documento oficial de identificação precisa ser original, com foto, como RG, carteira de trabalho e carteira profissional emitida por órgão criado por lei federal. O comprovante de residência (contas de água, luz, telefone, celular, bancárias) deve conter o nome do eleitor e o endereço e ser recente– até três meses de emissão).

Lembrando que quem não comparecer ao cartório local no prazo estipulado terá o título de eleitor cancelado. Sem o título de eleitor, o cidadão fica impedido de votar, pedir passaporte, se inscrever em concursos públicos, pedir empréstimo em banco público ou renovar e fazer matrícula em instituições públicas de ensino.

© 1990 - 2019 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.