segunda, 17 de junho de 2024

Produção de café em 2024 deve chegar a 58,8 milhões de sacas

Estimativa da Conab indica crescimento no volume total produzido no Brasil

 

Mário Teixeira

Para a atual temporada, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estima um aumento de 6,8% da produção nacional de café em relação a 2023, totalizando 58,8 milhões de sacas beneficiadas, conforme aponta o relatório de acompanhamento elaborado pelo Departamento Econômico da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo. Este crescimento é ainda mais notável, 15,5%, quando comparado a 2022, último ano de bienalidade positiva.

 

A área total destinada ao café foi ajustada para 2,25 milhões de hectares, um pequeno aumento de 0,8% em comparação com a safra anterior. Desta área, 1,82 milhões de hectares são dedicados à produção de café arábica, que representou um aumento de 2,2% frente a 2023. A produtividade média desta variedade é projetada em 28 sacas por hectare, ganho de 5,9% impulsionado por melhores condições climáticas. Diante do aumento de área e produtividade, a produção do café arábica representa um crescimento de 8,2% em relação a 2023, estimada em 42,1 milhões de sacas.
Minas Gerais, responsável por 71% da produção nacional de arábica, deverá produzir 29,8 milhões de sacas, um aumento de 4,1% frente ao clico anterior. Na região do Triângulo, Alto Paranaíba e Noroeste mineiro o volume produzido deve recuar 26,3%, enquanto a região da Zona da Mata, Rio Doce e Central espera-se um aumento de 22,4% em relação à safra 2023.

 

As estimativas para o café conilon foram revisadas para baixo devido às condições climáticas adversas, como chuvas escassas e ondas de calor. A produtividade foi ajustada para 43,6 sacas por hectare, aumento de 4,5% em relação ao ciclo anterior. A área deve diminuir 2,4% frente a 2023, resultando em uma produção estimada de 16,7 milhões de sacas, 3,3% superior ao ano anterior, fazendo desta a segunda maior produção de café conilon na série histórica da Conab.
 

São Paulo – A safra de café paulista é estimada em 5,6 milhões de sacas beneficiadas, produção 3,79% acima da previsão inicial e 11,5% superior à safra de 2023. A área total não foi ajustada e permanece estável frente ao ciclo anterior, em 198,3 mil hectares. Na mesma comparação, a estimativa da área em produção indica aumento de 2,5%, enquanto a área em formação deve recuar 27,5%. A produtividade esperada é de 30,1 sacas por hectare, um aumento de 8,7% em relação ao ano anterior.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.