terça, 16 de julho de 2024

SAE usa pick up e servidores da autarquia para coletar lixo

Publicado em 22 dez 2021 - 17:27:06

           

Marcília Estefani

 

Servidores da coleta de lixo de Ourinhos mantém paralisação parcial em protesto ao projeto de lei sancionado pelo prefeito, que transfere coleta de lixo totalmente para a prefeitura. Coletores estão trabalhando com apenas 30% da equipe, recolhendo lixo de hospitais e postos de saúde.

 

Nesta quarta-feira, 22, os ourinhenses continuam sem coleta regular de lixo. Os servidores não têm data para voltar ao trabalho. Para amenizar a situação, a Superintendência de Água e Esgoto colocou na rua servidores de outros setores e veículos da autarquia para realizar a coleta.

Os funcionários paralisaram o serviço em protesto contra mudança aprovada na última segunda-feira, 20/12, na Câmara de Vereadores, sancionada pelo prefeito na terça-feira, quando a publicação foi divulgada no Diário Oficial do Município.

 

A lei revoga a outorga da SAE, que era responsável pela supervisão, manutenção e fiscalização dos serviços de coleta de lixo e limpeza pública, desde julho de 1997.

A SAE deverá transferir todo o seu patrimônio, incorporando-os ao patrimônio do município, dos bens móveis existentes necessários e essenciais à execução dos serviços anteriormente concedidos, bem como a usina de reciclagem de lixo e o aterro sanitário.

 

A SAE também colocará à disposição da prefeitura, na forma estatutária, os servidores que forem essenciais para o cumprimento da atividade revogada. Porém, segundo os coletores, eles devem perder alguns benefícios importantes para o total de seus salários.

Foi divulgado nas redes sociais da prefeitura, que os coletores têm um ganho mensal de cerca de R$ 3.100,00, porém os coletores desmentem a afirmação. “Ganho hoje R$ 1.609,00 base, 321 vale alimentação, 440 insalubridade, 20 de saúde, o que totaliza 2390, com um desconto de -225 previdência, sobrando 2165” afirma um dos profissionais.

Outros ainda afirmam que para quem trabalha há 20 anos o salário chega a R$ 3.100,00, mas são poucos.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.