sexta, 21 de junho de 2024

A opinião dos leitores e editores do Jornal

FORA DO AR – A proposta do vereador Vadinho de criar um Distrito Industrial Ceramista na vila Musa mostra que o edil foi reprovado nas aulas de história. As cerâmicas em Ourinhos tiveram um período de apogeu e queda, e não existem evidências de que muitas delas poderiam ressurgir das cinzas para justificar a criação de um Distrito Ceramista.

EXCESSO DE TRABALHO – Com uma administração que não anda, aumenta o trabalho dos vereadores. O que mais fazem é pedir para a prefeitura fazer serviços básicos de infraestrutura como recape, tapa-buracos, troca de lâmpadas, consertos e reparos em geral. Na última sessão teve até um requerimento pedindo para a Prefeitura tomar providências e apagar a luz de alguns postes da cidade, já que as lâmpadas permanecem acesas durante todo o dia.

CALOTE – Muitas empresas que prestaram serviços para a Prefeitura no ano de 2014 ficaram sem receber. A promessa é que a administração deverá honrar os compromissos nos primeiros meses deste ano. Muita gente duvida.

PROTESTO – Funcionários públicos municipais da saúde e da educação lotaram o plenário da Câmara na primeira sessão ordinária deste ano. A insatisfação da categoria é geral. O que chama a atenção é que esse clima hostil aconteça justamente quando a prefeita eleita é uma funcionária pública. Parece que ela se esqueceu disso, já que passou mais de uma década ocupando cargos de confiança e distante das dificuldades salariais vividas pelos servidores.

NÃO AO IPTU – Moradores do Jardim Ouro Verde lançaram movimento convidando a população a não pagar o IPTU. Eles alegam que tiveram suas casas danificadas pelo temporal de setembro, e que a Prefeitura até agora não tomou providências para evitar que outra tragédia aconteça. O vereador e presidente da Câmara, José Roberto Tasca, apresentou projeto para que esses moradores possam ser isentados do pagamento do IPTU este ano. 

MAIS DENÚNCIAS – O vereador Ignácio J. B. Filho afirma que está apurando e vai fazer denúncia de corrupção na próxima sessão da Câmara. Ele acusou dizendo que existem ladrões e bandidos na administração municipal. A acusação é grave, e o vereador precisa mostrar o que apurou. 

BENEFÍCIO FANTASMA – Moradores de bairros que tiveram as ruas asfaltadas há pouco tempo reclamam que continuam pagando valores mensais referentes ao benefício do asfalto que não existe mais. 

CPI – O vereador Silvonei Rodrigues, o Esquilo, não escondeu a satisfação por ter sido sorteado para presidir a Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga denúncias de desvio de dinheiro público destinado ao Vale Transporte dos funcionários da Prefeitura. Esquilo foi o autor da denúncia que deu origem à CPI. 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.