quinta, 18 de julho de 2024

Alunos da Orquestra Santa Cruz se preparam para apresentações

Publicado em 08 fev 2016 - 12:30:16

           

Da redação

Iniciado há cinco meses, o projeto Orquestra Santa Cruz segue mostrando que é possível transformar vidas através da música.

Após ter tido a experiência das primeiras apresentações, no final do ano, os 30 jovens integrantes se preparam para novas oportunidades, além de criarem ainda mais intimidade com os instrumentos de corda: violino, viola clássica, violoncelo e contrabaixo.

A próxima apresentação está prevista para o dia 1º de março no Fórum, ainda sem horário definido. O projeto tem como objetivo também, em breve, realizar mini concertos em empresas da cidade.

Os jovens ‘músicos’ já contam com repertório variado de aproximadamente 12 peças. Entre as canções instrumentais estão os clássicos: ‘Over the Rainbow’, ‘Asa Branca’, ‘Happy Blues’, ‘Hino a Alegria’ e ‘Jingle Bells’.

De acordo com o auxiliar de monitoria no violoncelo e contrabaixo, Luan Tavares, a evolução dos adolescentes, a sua maioria de origem carente, é notória. “É visível em todas as áreas, tanto na disciplina, lógica e trabalho coletivo, enfim um conjunto necessário para o bom desempenho” considera.

O responsável técnico e artístico do projeto, professor José Magali Junqueira, também comenta sobre a dedicação dos membros mirins da orquestra. “É importante ressaltar que estão em contato com instrumentos extremamente difíceis. Inicialmente teremos os itens de corda, mas posteriormente a ideia é expandir”, revela.    

As aulas são realizadas todas as terças e quintas, em duas turmas, das 16h às 18h e das 18h às 20h, com ensaio geral aos sábados, das 10h às 13h. Os encontros acontecem no Cras II Betinha, do bairro São José, região periférica de Santa Cruz do Rio Pardo.

Projeto – O projeto foi viabilizado na categoria especial por meio do Proac (Programa de Ação Cultural) e garante a isenção de 3% do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) às empresas que investirem em projetos culturais. Em Santa Cruz as empresas Special Dog, Rede Graal e Brasília Alimentos são as parceiras.

A execução do projeto foi possível também graças ao apoio da Secretaria Municipal de Assistência Social que cedeu o local para a realização das aulas e realiza o trabalho sócio educativo com os alunos e seus familiares. 

Ao todo, o projeto contempla uma professora, Carline Adrião e dois auxiliares: Luan Tavares e Beatriz Bernardes. Além disso, os alunos são beneficiados com bolsa alimentação, fornecida pelo governo do Estado.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.