terça, 16 de julho de 2024

Após polêmica, UNIFIO afasta professor de Direito de suas funções

Publicado em 21 abr 2021 - 10:18:53

           

O caso dividiu a comunidade acadêmica, visto que à medida que muitos criticaram o professor e pediram sua responsabilização por parte da instituição de ensino

 

 

Marcília Estefani

 

 

O Centro Universitário UNIFIO divulgou na manhã desta quarta-feira, 21, um comunicado informando o afastamento do professor e coordenador do Curso de Direito da universidade, Doutor Fábio Pinha Alonso, envolvido em grande polêmica na última semana devido a divulgação nas redes sociais, de um vídeo com parte de uma aula sua, em que fala sobre ‘culpa de vítimas de estupro.

O profissional, ao abordar circunstâncias agravantes genéricas, legais, subjetivas ou objetivas, que podem aumentar ou diminuir uma pena, usou exemplos, considerados por muitos, ‘infelizes”.

 

Dr Paulo Pinha Alonso é delegado aposentado, professor de Direito

“Vamos pensar: o que que é mais fácil estuprar? Uma freira de hábito ou aquela menininha com a cinta larga? Fala para mim. Que vítima colabora mais com a prática do crime de estupro? Eu estou falando em tom de brincadeira, mas eu quero que vocês imaginem isso“, afirmou.

E prosseguiu: Como é o comportamento da vítima, o comportamento da vítima pode interferir na prática do crime? E como pode, e como pode… quem apanha mais? Não estou dizendo que isto tem que ser feito, eu to falando pra vocês, vamos ser realistas, quem apanha mais? A mulher passiva, que fica quietinha, que vê quando o marido chegou de cara cheia, ou aquela que começa ‘aí, bebeu de novo, trabalhar que é bom você não quer né seu vagabundo?’ Quem apanha mais? A quietinha ou a bocuda?”.

O caso dividiu a comunidade acadêmica, visto que à medida que muitos criticaram o professor e pediram sua responsabilização por parte da instituição de ensino, pelo comportamento considerado misógino e preconceituoso, outros entenderam como exemplo de uma prática da lei.

 

ENTREVSTA AO NEGOCIÃO – Na manhã da terça-feira, 20, Doutor Fábio, afirmou que estava explicando uma matéria do curso, que a aula estava sendo gravada e que está sendo alvo de agressões, que em momento algum afirmou que a ‘vítima era culpada’.

“Sempre respeitei todos os meus alunos, sempre respeitei todas as mulheres (…) durante 30 anos combatendo o crime, eu sempre tratei com rigor tanto as pessoas que se envolvem em violência doméstica, quanto as pessoas que são vítimas de estupro”

Ele afirmou que já contratou advogado e vai adotar todas as medidas judiciais cabíveis em razão da violação da sua imagem.

“Um trecho da aula fora de contexto foi resultado da violação, da retirada ilegal e da publicação ilegal da minha imagem”.

 

COMUNICADO UNIFIO

O Centro Universitário UNIFIO comunica o afastamento nesta terça-feira (20/04) do professor do Curso de Direito Fábio Pinha Alonso, de suas atividades docentes e administrativas.

A Instituição reforçará sua atuação para garantir que o ambiente acadêmico seja sempre pautado pelo respeito, pela ética e pelo compromisso com a educação, combatendo qualquer tipo de discriminação, preconceito e violência.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.