terça, 23 de abril de 2024

Autor do livro “Amiga Lata, amigo Rio” visita escolas municipais de Ipaussu

O livro faz parte do Projeto Douradinho – programa de incentivo à leitura e educação ambiental em defesa dos rios que, em 2023, completou 21 anos de estrada e já passou por centenas de cidades de 18 Estados.

 

Fernanda Aleixo

 

Incentivar a leitura para as crianças e adolescentes é fundamental para a construção de um futuro melhor. Pensando nisso, o autor Thiago Cascabulho, volta a partir do dia 21 deste mês, para completar a sua jornada de conversas com alunos das escolas municipais, em cidades próximas do rio Paranapanema, na região de Ribeirão Claro, no Estado do Paraná, além de cidades do interior de SP,  que leram o seu livro “Amiga Lata, Amigo Rio”. Alunos das escolas municipais de Ipaussu recebem a visita do autor nesta sexta-feira (25).

O livro faz parte do Projeto Douradinho – programa de incentivo à leitura e educação ambiental em defesa dos rios que, em 2023, completou 21 anos de estrada e já passou por centenas de cidades de 18 Estados.

Na região do Paranapanema, o projeto conta com patrocínio incentivado da CTG Brasil, uma das líderes em geração de energia limpa no País e concessionária de oito usinas hidrelétricas no rio Paranapanema. Antes de cada visita do autor, as crianças recebem exemplares dos livros e uma cartilha pedagógica – mais de 3 mil exemplares já chegaram às escolas.

“No primeiro semestre fiz 19 apresentações para mais de mil alunos no total. Pude ver e registrar os lindos trabalhos que foram feitos a partir da leitura do meu livro. Agora no segundo semestre a jornada promete ser ainda mais intensa, já que pretendo fazer mais 80 encontros em escolas”, comenta o autor Thiago Cascabulho.

O livro “Amiga Lata, Amigo Rio” tem como herói e protagonista um peixe da espécie Cascudo, que ganha o apelido de Douradinho depois que uma lata dourada brilhante fica presa em sua nadadeira. “Douradinho faz uma jornada de autoconhecimento. No final, descobre seu lugar no mundo e aprende a importância da preservação do meio ambiente. A criança também faz sua própria jornada e leva para seu dia a dia o que viveu com a literatura

“O encontro com o autor é o momento mais especial do nosso processo. É quando as crianças e professoras têm a oportunidade de mostrar o que realizaram dentro e fora de sala de aula a partir da leitura do livro, diretamente para o autor; não há nada mais estimulante para incentivar o prazer pela leitura do que isso”, diz a educadora ambiental Laura Amorim, produtora executiva do programa.

Ronan Max Prochnow, Gerente de Sustentabilidade & ESG da CTG Brasil, ressalta que projetos como o Douradinho tem conexão com os valores da empresa.

“Por meio dos livros, as pessoas navegam em histórias e enxergam o mundo de forma ampla e distinta. Iniciativas como a do Douradinho têm o papel de estimular o prazer pela leitura e a conscientização ambiental de forma divertida, contribuindo para plantar frutos que serão colhidos no longo prazo, através da formação de crianças como cidadãos mais conscientes”, completa.

Vale destacar que qualquer escola do Brasil pode levar o Douradinho gratuitamente para suas turmas, já que todo o material, que inclui cartilhas, livros, vídeos e até desenhos animados, está disponível no site. O programa tem até EAD completo para professores, com um diploma de curso livre de 8 horas, certificado pela Pedagogia para Liberdade.

 

 

 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.