quinta, 18 de julho de 2024

Caso Valdir

Publicado em 25 ago 2017 - 05:53:47

           

Alexandre Mansinho

O delegado da Delegacia de Investigações Gerais de Ourinhos (DIG), Dr. José Henrique, recebeu a equipe do Jornal Negocião para dar informações sobre a evolução das investigações. Dr. José disse que as investigações já estavam bem adiantadas, mas, pelo bem do desenvolvimento dos trabalhos, pouco poderia ser revelado a imprensa. No entanto, alguns pontos obscuros do caso já estão praticamente elucidados: “não descartamos ainda nenhuma linha de investigação, mas a hipótese de vingança por uma eventual demissão na Usina São Luiz e outras relativas a motivos pessoais estão quase descartadas – nada entre as provas e depoimentos dá sustentação a essas teorias”.

Morte encomendada – Segundo a polícia, a hipótese de morte encomendada também já perdeu força. Pessoas próximas a Valdir são unanimes em dizer que ele era uma ótima pessoas, seus colegas de trabalho não tinham por ele sentimentos que não fossem de respeito e amizade. Um funcionário da Usina São Luiz que pediu para não ser identificado, falou que ele ajudava as pessoas e “não era um chefe carrasco”.

Crime planejado – A polícia não confirma, mas o Jornal Negocião já apurou, com base em informações colhidas com colaboradores, que há outras pessoas que participaram efetivamente do crime e que há um mentor intelectual. Para esses colaboradores ouvidos pelo jornal, nem Alysson e nem Ramón, os dois acusados que já estão presos, teriam condições de elaborar esse crime e nem teriam, por si só, informações sobre o cotidiano de Valdir. 

Alysson nega a participação – Alysson Fernando Lopes, de 21 anos, ainda nega ter participado do crime. Embora haja identificação visual por parte de testemunhas e o celular dele tenha sido encontrado no local do crime, Alysson alega que está sendo confundido com outra pessoa. Para a polícia, no entanto, Alysson teve seu álibi destruído pelas evidências e pelas testemunhas – a teoria dos investigadores é que Alysson deixou cair seu celular enquanto tentava dominar Valdir.

Ramón diz que foi Alysson que matou Valdir – Em seu depoimento à polícia, Ramón Correia, de 19 anos, confirma que o objetivo deles era o de levar Valdir e sua esposa para dentro da residência e ali fazer o roubo – Ramón também acusa Alysson de ter disparado o tiro fatal. 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.