fbpx

sexta, 24 de junho de 2022

Chevrolet Montana chega mais econômica à linha 2017

A Chevrolet Montana chegou à linha 2017 com a promessa de ser a picape mais econômica do país. O modelo adotou algumas das mudanças mecânicas de Cobalt, Spin, Onix e Prisma e ganhou a etiqueta Eco na traseira. Sem alterações visuais, o modelo começa em R$ 45.750. Na aparência, além do adesivo que indica o conjunto mecânico revisado, a única novidade está na adição de duas novas opções de cores para a carroceria (Preto Ouro Negro e Vermelho Pull Me Over). Todas as outras estão “escondidas” pelo veículo e focam na maior eficiência energética.

O motor 1.4, que permanece com 99 cv e 13 mkgf, ganhou um novo conjunto de bielas e pistões, alternador de alto rendimento, sistema de arrefecimento com ventilador de menor atrito e agora utiliza óleo 0W20 de menor viscosidade. Há ainda novos rolamentos, pneus “verdes”, freios de baixo arrasto, peças aerodinâmicas sob o assoalho, indicador para troca de marchas e capota marítima para reduzir a resistência ao vento. 

Segundo a Chevrolet, as mudanças são responsáveis pela classificação A da picape no Inmetro e uma melhoria de até 13,2% na eficiência energética. Nos testes do instituto, a Montana fez 13,4/11,7 km/l em circuito urbano/rodoviário com gasolina e 9,2/7,9, respectivamente, com etanol. De acordo com a marca, o 0 a 100 km/h foi reduzido em quase um segundo e agora é feito em 10,4 segundos. O modelo continua sendo vendido em duas versões: LS e Sport, sempre com motor 1.4 e câmbio manual de cinco marchas. Com 6.093 exemplares emplacados entre janeiro e julho, a Montana está em terceiro lugar no segmento das picapes leves, atrás de Strada e Saveiro — que emplacaram, respectivamente, 34.833 e 23.204 unidades no mesmo período.

Cuidados com a embreagem evitam desgaste precoce

Fundamental para colocar o carro em movimento, a embreagem precisa de alguns cuidados para não se desgastar rapidamente. Ao ter seu funcionamento comprometido, ela passa um desconforto para o motorista e passageiro, além de comprometer outros componentes do veículo.

Sua função principal é controlar a transmissão do movimento do motor para o câmbio, facilitando o engate das marchas. Separamos algumas dicas para que a embreagem do seu carro não quebre precocemente.

– Evite deixar o carro engrenado enquanto estiver parado. Ao parar no sinal de trânsito, deixe o carro em ponto morto, sem apertar o pedal da embreagem.

– Nunca descanse o pé no pedal da embreagem. Essa prática afasta o platô do disco e causa o lixamento do disco. Ao gerar esse desgaste, o motorista provoca o superaquecimento do sistema.

– Não arranque com o carro em segunda marcha. Utilize sempre a primeira marcha para iniciar o movimento e assim sucessivamente. Ao reduzir ou aumentar a velocidade, troque de marcha gradativamente, sempre em ordem e de acordo com as rotações do motor. Isso fará com que as peças da embreagem trabalhem de forma suave.

– É importante acertar a sincronia entre soltar a embreagem e acelerar o carro para arrancar. Se você acelera demais e solta pouco a embreagem, acontece a chamada “queimada da embreagem”, fazendo com que o carro não desenvolva e aumente o consumo de combustível.

– Caso o carro esteja em local com o plano inclinado, em uma rampa, por exemplo, não use a embreagem/acelerador para segurar o carro. Utilize o freio de mão para exercer esta função.

 

 

© 1990 - 2021 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.