terça, 21 de maio de 2024

Clínica promoveu workshop sobre as indicações da Medicina Hiperbárica

Rose Pimentel Mader

A Zions Cell Clínica – Oxigenoterapia Hiperbárica, dirigida pelo médico Magno Lopes Menezes, realizou no dia 5 de setembro, no Auditório da Santa Casa de Misericórdia, um Workshop sobre as indicações e resultados da Medicina Hiperbárica.

Na oportunidade, Dr. Magno falou sobre os princípios básicos e indicações do tratamento com a Oxigenoterapia Hiperbárica, fez apresentação de casos e as enfermeiras Camila Camargo e Patrícia Ireno abordaram, respectivamente, os temas sobre “Feridas exsudativas e necroses” e “Feridas secas e infectadas”.

O evento que teve como público alvo os profissionais de saúde – médicos, enfermeiros, auxiliares e atendentes, foi altamente produtivo especialmente pelos esclarecimentos sobre as indicações e contra indicações da Medicina Hiperbárica, destacando um importante serviço oferecido em parceria com a Santa Casa. A clínica funciona num prédio anexo ao hospital, à rua D. Pedro I, 716, na Vila Moraes.

Segundo Dr. Magno Menezes, que além de clínico geral é nutrólogo e pós-graduado em nutrição de pacientes críticos, medicina intensiva e médico hiperbárico, a medicina hiperbárica estuda e trata o paciente com aplicação de oxigênio a uma pressão superior a atmosfera normal, tratando doentes ambulatorialmente, internados e até pacientes críticos.

A Oxigenoterapia hiperbárica (OTH) consiste na aplicação de oxigênio próximo a 1 (oxigênio 100% puro) num ambiente com duas a três atmosferas do nível do mar. Este aumento de pressão fará o oxigênio arterial para perto de 2000 mmhg e o tecidular para 400 mmhg onde se baseia toda a terapêutica da OTH.

O tratamento é realizado com uma câmara hiperbárica, um equipamento médico de acrílico transparente, totalmente fechado, no qual se insufla oxigênio puro (02 a 100%) para atingir uma pressão acima da pressão ambiente. O paciente permanece deitado em repouso respirando normalmente enquanto oxigênio em grande quantidade vai se dissolvendo no sangue sendo levado pela circulação a todo o corpo e, principalmente aos locais mal oxigenados.

As sessões duram de 90 a 120 minutos, são realizadas diariamente até que se complete o tratamento. O número total de sessões varia de 15 a 60 dependendo da gravidade do caso e da resposta do paciente.

Dr. Magno ressalta que a clínica se dedica ao tratamento coadjuvante de oxigenoterapia hiperbárica, sob indicações médicas. Além da câmara instalada em Ourinhos, há outra também instalada na Santa Casa de Assis, sendo uma Câmara Hiperbárica Serchist e uma Câmara Hiperbárica Ecotec, que cumprem todos os requisitos de segurança e qualidade para os tratamentos hiperbáricos aprovados pela ANVISA.

 

Indicações para o tratamento – De acordo com Dr. Magno, a indicação do tratamento é sempre feita através de médicos cirurgiões, vasculares, neurologistas e infectologistas. As indicações mais comuns são para pacientes com feridas, úlceras crônicas, muito comum nos diabéticos, dermatite actínica, osteomielites, pancreatite grave, entre outros casos. 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.