quarta, 22 de maio de 2024

Coluna Poucas & Boas 11/09

PROSEANDO – Na tentativa de jogar água na fervura e agir de forma coerente com o discurso que é feito na Câmara, os vereadores estão dialogando com representantes do grupo que pede a redução dos salários. O objetivo é chegar a um valor que signifique uma redução sem ceder a manobras ou situações que visem diminuir a importância do papel do vereador para a cidade. 

VAMOS DEVAGAR – É certo que o povo está cansado e não acredita nos políticos, mas o movimento que exige a redução dos salários dos vereadores não deve agir de forma que desqualifique o trabalho do Legislativo. Afinal, somente em uma das CPI’s criadas pela Câmara foi apurado roubo de quase R$ 4 milhões. Se não fosse o trabalho da Câmara o fato ficaria escondido. 

SENTANDO EM CIMA DO RABO – O grupo político da prefeita Belkis é o maior incentivador do movimento que pede a redução do salário dos vereadores. Se o objetivo é economizar o dinheiro público, a prefeita precisa explicar porque não fez as mudanças necessárias cortando cargos comissionados, despesas supérfluas e comprando pelo menor preço. 

ME ENGANA QUE EU GOSTO – A prefeita Belkis tenta passar a ideia de que pretende reduzir gastos cortando cargos em comissão. Acontece que ela só vai fazer isso obedecendo à indicação do Ministério Público. Por sua vontade tudo ficaria como sempre foi, ou seja, o prefeito em exercício contando com um exército formado por cargos em comissão e pagos com dinheiro público, prontos para trabalhar nas eleições. 

CHOVE CHUVA – Em dias de chuva as dificuldades dos ourinhenses aumentam. O trânsito fica congestionado e os bueiros entupidos provocam alagamentos que atormentam motoristas e pedestres. Sem contar que os buracos nas ruas se multiplicam ainda mais rapidamente. 

SEM EDUCAÇÃO – A Prefeitura não faz a lição de casa em serviços elementares como a limpeza das ruas, e isso facilita o entupimento de bueiros. Mas também é tarefa da Prefeitura a criação de campanhas educativas eficazes para conscientizar os moradores a não jogar lixo nas ruas ou terrenos baldios, a fiscalização e aplicação de multas. Mas a administração municipal não limpa, não fiscaliza, não multa nem educa, o que pode ser constatado com uma chuvinha qualquer. 

CAPITÃO ABANDONA O BARCO – Apesar de não ter sido eleito com os votos de ourinhenses, o Deputado Federal Capitão Augusto tem demonstrado que pretende reverter esse cenário, aproximando-se do eleitor da cidade. O pronunciamento feito na Câmara dos Deputados criticando o governo Belkis sinaliza que ele está buscando distância do grupo político que administra a cidade. 

ORGIA NA IMPRENSA – As denúncias do vereador Inácio J. B. Filho a respeito dos altos valores repassados a sites e jornais na cidade já provocaram ação do Ministério Público, que questiona a prefeita Belkis a respeito da moralidade da ação. Mas o escândalo também revelou o que todo mundo já sabia: que alguns órgãos de imprensa na cidade estão nas mãos de pessoas de moral duvidosa e pendências com a justiça. 

VALE-TUDO – Nos jornais e sites ligados à Prefeitura vale publicar qualquer notícia que é recebida da administração municipal. Só não pode publicar as denúncias apuradas pela Câmara e que estão sendo acompanhadas pelo Ministério Público, como o desvio de R$ 4 milhões do vale-transporte dos servidores municipais. 

VALE A PENA VER DE NOVO? – O vereador Inácio J. B. Filho manifestou na última sessão sua discordância do fato dos políticos poderem ser reeleitos. Ele afirmou que a reeleição favorece a corrupção através da compra de votos e troca de favores. Os vereadores Silvonei (Esquilo), Flavinho do Açougue, Vadinho e Dr. Salim fizeram cara de paisagem, já que ocupam o cargo de vereador há mais de dez anos, em sucessivas campanhas de reeleição.  

AVANÇOS – A implantação da TV Câmara pode auxiliar na educação política dos telespectadores. A transmissão das sessões ao vivo e as discussões de alguns temas acabam se estendendo para as redes sociais, tornando a política um assunto de todos. Além disso, alguns anúncios que esclarecem qual o papel do vereador são importantes para desmistificar antigos vícios e criar novas expectativas. Ainda falta muito, mas estamos melhorando.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.