quinta, 18 de julho de 2024

Coluna Poucas Boas

Publicado em 03 jul 2015 - 03:28:29

           

A XERIFE – A prefeita Belkis tem movido processos contra pessoas que utilizam as redes sociais para falar mal de sua gestão. Quando o motivo é injúria ou difamação a iniciativa é compreensível, mas não adianta tentar impedir a população de se manifestar na internet. Vai faltar delegacia de polícia para atender tantas reclamações.

CIDADE SELO SUJO – A rua Bento Lopes Baía, que margeia o extinto Lago da Unimed, está sendo utilizada para depósito de lixo e entulho. Apesar da denúncia de munícipes que costumavam utilizar a região do lago para lazer, a Prefeitura, que deveria fiscalizar, não tomou providências. 

EM CAMPANHA I – A prefeita Belkis é a garota-propaganda das ruas onde a prefeitura está realizando recape. Para cada local onde a ação acontece a prefeita é fotografada sorrindo para as câmeras. A prefeita também tem visitado escolas em final do período, cumprimentando as mães e beijando crianças. 

EM CAMPANHAI I – O vereador Lucas Pocay tem participado do projeto “Semeando”, realizado pela Rádio Melodia em bairros da periferia, na companhia do vereador Inácio J. B. Filho. Durante o evento, o candidato a candidato distribui prêmios e sorrisos. 

PARA OS PERNILONGOS – O projeto Pontos MIS, desenvolvido pela Secretaria de Cultura, consta de exibição de filmes no Teatro Municipal. Como em outros eventos realizados pela atual gestão, o público não comparece porque a divulgação não é eficiente. Na última terça-feira, dia 30, não havia nem um único espectador no Teatro. Só os pernilongos assistiam ao filme. 

A CULPA É DOS BURACOS – A tarifa de ônibus circular subiu de R$ 2,50 para R$ 2,90. A AVOA, empresa que comanda sozinha os serviços de transporte urbano na cidade, justificou que a manutenção dos veículos ficou mais cara devido ao excesso de buracos nas ruas. A Prefeitura e a AVOA foram alvo de denúncias em 2013 e até uma CPI foi instaurada pela Câmara. Apesar das queixas, a cidade continua dominada pelo monopólio no setor do transporte urbano.

BABA OVO – Se continuar assim, o vereador Vadinho vai precisar usar babador durante as sessões da Câmara. Esquecendo-se das suas funções de vereador eleito pelos ourinhenses, Vadinho ocupa grande parte do tempo de seus pronunciamentos tecendo elogios ao PSDB e ao deputado Mauro Bragato de seu partido. Assuntos exclusivamente locais são poucos abordados pelo vereador tenta amenizar críticas ao seu PSDB que, na verdade, é quem comanda a prefeitura.

AMADORISMO – A Prefeitura resolve os assuntos ligados ao trânsito de uma forma amadora e imediatista, sem estudos ou planejamento adequado. A mudança realizada na rotatória da Praça dos Skatistas tem colaborado para o aumento no número de acidentes. Em outros locais a colocação de semáforos é pateticamente comemorada com champanhe, mas só acontece depois da ocorrência de graves acidentes. 

PROTELANDO – O projeto de alteração na Lei de Diretrizes Orçamentárias, proposto pelo vereador Inácio J.B. Filho, foi retirado da pauta na última sessão. O vereador pretende reduzir o recurso previsto para despesas com publicidade, remanejando valores para áreas de maior interesse público. O adiamento da votação foi pedido pelo vereador Cido do Sindicato sob alegação de melhor análise da matéria que, segundo ele, precisa passar por audiência pública, o que já aconteceu.

ORGIA NA IMPRENSA – O dinheiro que a Prefeitura gasta com jornais, sites, rádios e TVs em Ourinhos é muito superior à mesma despesa feita por outras cidades da região. O hábito vem de outras gestões, e já foi denunciado como o “cala boca” imposto pela Prefeitura aos órgãos de imprensa, que se limitam a divulgar releases oficiais. Ao leitor resta conhecer apenas um ponto de vista: o que a Prefeitura quer que ele conheça. 

O BURACO (NO ASFALTO) É MAIS EMBAIXO – Mais uma CAR – Comissão de Assuntos Relevantes foi criada na Câmara, desta vez para verificação de possíveis irregularidades praticadas pelas empresas responsáveis por serviços de pavimentação asfáltica, recapeamento e tapa buracos realizados nos últimos seis anos. A comissão irá verificar medidas, qualidade e valores do material utilizado devido às constantes reclamações da população quanto a má qualidade e altíssimo custo dos serviços. Inácio J. B. Filho, Flavio Ambrozim, Cido do Sindicato, Esquilo e Lucas Pocay terão prazo de 90 dias para apresentar relatório da CAR. 

JOGO DE CENA – O vereador Inácio J.B. Filho levou um cestinho de lixo vermelho para decorar a mesa da Câmara na última sessão. Ficou claro que pretendia usá-lo em seu pronunciamento, mas com o adiamento da votação do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias para dia 13 o uso do cesto também foi adiado. Assim o simbólico objeto poderá ou não ser usado para ilustrar o que os vereadores decidirem, a depender do resultado da votação.

 

 

 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.