quarta, 17 de julho de 2024

Coluna Poucas & Boas 28-08

Publicado em 28 ago 2015 - 06:30:48

           

LINCHAMENTO – O vereador Inácio J. B. Filho tem sido linchado pelos jornais e sites financiados pela Prefeitura. Inácio denunciou o escândalo do pagamento de valores superfaturados para os órgãos de imprensa da cidade, que só publicam notícias favoráveis à administração Belkis Fernandes. O escândalo está sendo investigado pelo Ministério Público, que já questionou a Prefeita sobre o assunto. Com raiva e medo de perder a mamata, os jornais que recebem dinheiro público fazem verdadeira campanha difamatória contra o vereador. 

CADÊ O POVO? – A Câmara esteve lotada na sessão do dia 17, quando o público lotou o plenário para pedir a diminuição dos salários dos vereadores, a exemplo do que aconteceu em cidades do norte do Paraná. Até um grupo ligado à Maçonaria se fez presente. Mas pelo visto o movimento não foi espontâneo, mas sim comandado por alguns sites e jornais ligados à Prefeitura interessados em desmoralizar o trabalho legislativo. O resultado é que o movimento se esvaziou, e só estiveram presentes na última sessão da Câmara os mesmos de sempre.

RAPIDINHA – Na dúvida se haveria grande participação popular durante a última sessão, o presidente Roberto Tasca tratou de apressar a realização dos trabalhos, em mais uma sessão rapidinha. 

PÉROLA – “Cada falada que vocês falar nós vamos desfalar aqui”, disse o vereador Inácio J. B. Filho, referindo-se às calúnias que têm recebido dos órgãos de imprensa ligados à Prefeitura. Apesar dos improvisos na linguagem, o vereador tem acertado nos alvos, destacando-se pela coragem em abordar assuntos que incomodam.

SALÁRIO DE PROFESSOR – Uma campanha nas redes sociais sugere que os vereadores diminuam seus salários igualando-os ao valor recebido pelos professores municipais em Ourinhos. Se acharem que é pouco, deve ser porque os professores são mal pagos. 

NÃO É PRA JÁ – A articulação política do governo Belkis tentando incitar a população a pedir a diminuição do salário dos vereadores pode indicar uma retaliação, já que a Prefeita não tem o apoio da maioria e sofre com críticas e denúncias feitas através da Câmara. É bom lembrar que a redução dos salários não seria um castigo para os vereadores da atual legislatura. Se aprovado, a diminuição vai atingir os próximos eleitos e não os que ocupam cargos hoje. 

ESTARDALHAÇO – A Secretaria de Cultura anunciou com alarde que devido à grande procura por ingressos para o show da cantora Tiê, haveria necessidade de agendar mais um horário. Os jornais e sites ligados à Prefeitura trataram de replicar a notícia. Porém, quem foi ao Teatro no domingo no show das 9 da noite constatou que o espaço estava com metade da lotação. Ou seja, o furdúncio todo foi só mais uma forma de criar um fato e chamar a atenção.

PALMAS PARA…. – Conforme relato de pessoas que compareceram ao show da cantora Tiê, o espetáculo foi muito bom, mas houve momentos de constrangimento. Nada a ver com o show ou desempenho da artista que ao final da apresentação fez vários agradecimentos a pessoas que colaboraram para a apresentação, produtores, patrocinadores, funcionários do teatro entre outros, todos foram solenemente aplaudidos pelos espectadores a cada nome que ia sendo mencionado. Quando o nome da prefeita Belkis foi mencionado a plateia não aplaudiu deixando a cantora espantada com ar de quem captou a mensagem. 

CADÊ AS LIXEIRAS? – O Superintendente da SAE, Haroldo Maranho, disse que a falta de lixeiras nas ruas deve-se ao fato da CPFL não ter autorizado sua fixação nos postes de iluminação pública. Só uma pergunta: Como o problema com a falta de lixeiras é bem antigo, quais as outras soluções e providências tomadas pelo Superintendente, que ocupa o mesmo cargo há pelo menos 10 anos? Enquanto essa situação se arrasta, damos lição de falta de civilidade pelo fato de que nem mesmo a região central possui lixeiras instaladas. Os aumentos na conta de água não demoram nadinha pra acontecer.

CONVERSAS – Comentários nas rodas políticas discutem os nomes do empresário Kiko Quagliato e do vereador Lucas Pocay como candidatos a Prefeito nas eleições do próximo ano. Lucas tem sido visto com frequência em campanhas pelos bairros. Enquanto isso, Kiko Quagliato é pouco conhecido entre os moradores dos bairros ourinhenses. 

VITRINE – A realização da Fapi feita com a poderosa ajuda financeira da Prefeitura, acaba por projetar seus organizadores. Foi assim com o Sindicato Rural, que deu visibilidade política para o Brigadeiro, e está sendo da mesma forma com o grupo denominado de GFAPI, cujos membros incentivam o lançamento do nome do empresário Kiko Quagliato como candidato nas próximas eleições municipais.

VALE-TRANSPORTE – A CPI do Vale Transporte concluiu que houve um roubo de aproximadamente R$ 4 milhões na Prefeitura, com o desvio de valores referentes ao vale-transporte dos servidores municipais. O escândalo foi grande, mas não mereceu ser divulgado nos sites e jornais ligados à prefeita Belkis. Roubaram dinheiro público, e órgãos de imprensa têm o dever de esclarecer e divulgar os acontecimentos da cidade. Em Ourinhos, o que se escreve em determinados jornais é pura obra de ficção.

O POVO NÃO PERDOA – Uma administração marcada por escândalos e pelos buracos nas ruas: é assim que a população de Ourinhos vai se lembrar da gestão Belkis Fernandes. Caminhando para o final do terceiro ano de mandato, os serviços de recape e tapa-buracos realizados pela administração acontecem muito lentamente; enquanto isso, vão surgindo novos buracos nas ruas, atormentando os motoristas e dando à cidade aparência de abandono.

SEM CRÉDITO – Moradores do Jardim Ouro Verde não estão acreditando que a obra anti-enchentes que está sendo realizada pela Prefeitura pode impedir novas tragédias no bairro. O próprio secretário de Obras, Betão, confessou que acredita que a obra pode melhorar, mas não resolver o problema.

SERÁ QUE ELA VAI? – O vereador Inácio J. B. Filho ameaçou convocar a Prefeita Belkis para comparecer à Câmara para explicar a respeito dos gastos com sites e jornais da cidade. Na vizinha Santa Cruz do Rio Pardo o prefeito Otacílio Parras foi convidado e deu explicações aos vereadores a respeito de assuntos variados, sem crise. Quem não deve não teme: será que a prefeita vai? 

FALA QUE EU TE ESCUTO. SERÁ? – Munícipe leitor do NovoNegocião enviou a redação cópia de requerimento protocolado na Câmara pedindo uso da tribuna na próxima sessão de segunda-feira, dia 31/08/2015. O objetivo é fazer apontamentos sobre quantidade e salários dos vereadores; assessores dos vereadores e cargos de confiança da Prefeitura. Para o leitor que ainda aguarda resposta do presidente da Câmara, é de suma importância que o presidente do legislativo e os demais vereadores pensem melhor a respeito do assunto, já que o clamor da população precisa, pelo menos, ser avaliado pela Câmara, a fim de chegar-se a um consenso.

ACESSO NÃO PERMITIDO PARA CRÍTICAS – A intolerância a críticas feitas por internautas que acessam a página da Prefeitura Municipal de Ourinhos no Facebook reclamando da administração tem beirado o ridículo. Esta semana muitos munícipes que usam a rede social para criticar e cobrar providências da prefeitura a vários problemas da cidade foram bloqueados por quem administra a página. A atitude seletiva no acesso para evitar comentários negativos na página só fez piorar a situação. A notícia e comentários das várias pessoas que foram bloqueadas por reclamar da prefeita se espalhou pela rede sendo motivo de piadas e esculhambação geral.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.