sexta, 24 de maio de 2024

Comerciantes buscam consenso para eleição da nova diretoria da Associação Comercial

Hernani Corrêa

A ACEO – Associação Comercial e Empresarial de Ourinhos – realizará em dezembro a eleição da nova diretoria para o triênio 2017/2018/2019. Atualmente, a entidade é presidida por Diógenes Corrêa Leite, que está à frente há alguns anos. Alguns comerciantes estão se mobilizando nesse sentido pois sentem a necessidade de maior participação nas decisões. Ontem, foi feita a primeira reunião entre a atual presidência e aqueles que estão dispostos a cooperar ou concorrer com uma nova chapa.

Alexandre Mariani, da Nunes Magazine está sendo o elo de ligação entre os comerciantes que pretendem participar e a atual diretoria. Um grupo foi formado e defende algumas mudanças no horário de abertura do comércio todos os sábados até as 15 hs. Na reunião de ontem, 17, na sede da ACEO, Fredines Correa Leite, presidente do SINCOVAO – Sindicato do Comércio Varejista de Ourinhos – e 1º Tesoureiro da ACEO, expôs a necessidade de somarmos em prol da cidade e explicou que o balanço de prestação de contas está à disposição de qualquer associado. Esta é uma das questões polêmicas que o novo grupo de comerciantes reivindica. Entre outros trabalhos da Associação, Fredines citou a contribuição da entidade na aquisição de recursos para mobiliar a Junta de Conciliação do Fórum e a instalação do SENAC – Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial – no próximo ano. Quanto à política, disse que “temos que respeitar os vencedores e continuar a trabalhar pelo bem de Ourinhos”.

O tesoureiro da Associação também informou da negociação dificultosa com o Sindicato dos Empregados, mas que está sob controle até agosto de 2017. Ele também defende que o comércio se padronize em relação ao horário de abertura aos sábados. Robson Martuchi, diretor regional da FIESP – Federação das Indústrias do Estado de São Paulo e vice presidente da ACEO, informou da rotina de reuniões que precisa participar pela entidade, mesmo sem ter afinidade com todos os presentes em algumas vezes. “Não temos partido, temos que participar porque precisamos marcar presença se queremos o bem de nossa cidade”. Martuchi informou relatou as dificuldades de comercializar as campanhas realizadas pela Associação.

 

Alexandre Mariani alertou que a Associação Comercial não só representa os comerciantes do centro, mas também de postos de gasolina, bares, pequenos mercados de bairros e outros. “Temos que preparar uma nova diretoria para não caírmos de paraquedas, pois temos consciência que o trabalho é árduo e ser voluntário não é nada fácil. Defendo a necessidade de formarmos comissões em cada ramo de negócio para que todos possam ter voz”, salientou. Diógenes Corrêa Leite defende até uma nova chapa e que estará à disposição para ajudar no que for necessário. “Reconheço que talvez tenha acontecido um pequeno distanciamento entre nós e o comerciante, de não termos conversado mais, mas não podemos deixar o comércio de Ourinhos sofrer mais pois é um grande pólo regional”, disse.

 

Os comerciantes presentes consideram que a eleição em dezembro é complicado por ser um período que têm que estar mais presentes em suas lojas, mas reconheceram também que precisam aprender mais um pouco antes de assumir o comando da ACEO. De consenso inicial entre quase todos, ainda não foi decidido formar uma nova chapa, mas amadurecer a ideia e também participar das futuras comissões que deverão ser formadas. Um novo encontro será marcada em breve.

 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.