domingo, 21 de julho de 2024

Construção de Unidade de Saúde no “Ourinhos G” está abandonada desde 2013

Publicado em 07 ago 2015 - 02:14:53

           

José Luiz Martins

A redação do NovoNegociao recebeu esta semana a reclamação de moradores do Conjunto Habitacional Helena Braz Vendramini sobre uma obra pública abandonada no bairro desde 2013. Trata-se de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) que seria construída no “Ourinhos G”, como também é chamado o conjunto habitacional.

Conforme os moradores no começo de 2013 a prefeitura limpou uma área no bairro e iniciou as obras que poucos meses depois foi paralisada e desde então não teve prosseguimento. Segundo os munícipes além do abandono, um fato curioso chamou a atenção dos moradores. Havia na obra uma grande placa fixada no local informando detalhes da construção como metragem, empresa executante, responsabilidade, valor da obra, origem do dinheiro e prazo para entrega da mesma. Mas a placa foi retirada do local pela Prefeitura logo após reclamações dos moradores ter gerado uma reportagem da TV Tem mostrando a situação. 

Em janeiro de 2013 a Prefeitura divulgou pela imprensa que novas UBs seriam construídas nos bairros Jd. Josefina, Jd. Guaporé, Pacheco Chaves, Jd. Paineiras. No “Ourinhos G” o anúncio detalhou que a licitação para obra já havia sido feita e foi vencida pela Construtora Oliveira Corrêa Ltda, com o custo de R$ 451.343,50.

A empresa ficaria responsável pelo projeto e memorial descritivo, fornecimento de material e mão de obra. A nova UBs com 384,38m² estaria instalada na Rua Marina Saladini Alves e seria completa com hall de espera para atendimento, copa, sala pré-consulta e pós-consulta, consultório odontológico, alas de enfermaria, pediatria, vacina, curativo, coleta e farmácia. As informações foram dadas pelo assessor técnico da Secretaria de Desenvolvimento Urbano Roberto Alves de Oliveira, que ainda revelou que o recurso de quase R$ 500 mil era uma sobra do montante destinado pelo CDHU à construção do Conjunto Habitacional Helena Braz Vendrami.

A Prefeitura solicitou ao CDHU e conseguiu que o dinheiro fosse disponibilizado para a construção da unidade no bairro e iria beneficiar mais de 2.500 famílias da região, abrangendo ainda os Conjuntos Habitacionais Orlando Quagliato, Recanto dos Pássaros I e II e Osvaldo Brizola. 

Outro lado – A reportagem esteve no local e verificou que somente paredes foram levantadas, com o local tomado pelo mato em total estado de abandono conforme queixaram-se os moradores do “Ourinhos G”. A redação tentou por várias vezes falar sobre o assunto com o assessor técnico da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, Roberto Alves de Oliveira e com o secretário da pasta Valdir Bergamini. Os contatos foram feitos por duas vezes com a funcionária da secretaria sem que até o momento houvesse algum retorno a reportagem.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.