quinta, 18 de julho de 2024

Corpo da PM Juliane, desaparecida desde a quinta-feira, 2, é encontrado

Publicado em 07 ago 2018 - 03:50:02

           

Da redação

O corpo da policial militar Juliane dos Santos Duarte, 27, foi encontrado na noite da segunda-feira, 6, na Rua Cristalino Rolim de Freitas, no Bairro Campo Grande, na Zona Sul de São Paulo, aproximadamente 8 Km do local onde foi vista pela última vez. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) Central e foi reconhecido pelos familiares da vítima.

A policial está sendo velada no Cemitério Municipal Cemitério Vila Euclides, no Centro de São Bernardo do Campo, na região do ABC. O corpo chegou por volta das 7h20 ao local e a cerimônia deve ocorrer até as 14h. O enterro será no Cemitério Vila Carminha. 

ENTENDA O CASO – Juliane estava sumida desde quarta-feira, 1/8, quando esteve na favela de Paraisópolis para comemorar o nascimento do bebê de um casal de amigos. Em seguida, foi para um bar com amigas e lá, bandidos descobriram que se tratava de uma policial.

Uma testemunha disse que, por volta das 3 horas, ao retornar do banheiro de um bar, ela teria escutado alguém reclamar do sumiço de um aparelho celular. Neste momento, “sacou a arma da cintura e colocou sobre a mesa, dizendo que ninguém sairia do local até que o celular aparecesse, se identificando como policial”.

Cerca de 40 minutos depois, de acordo com as amigas que estavam com Juliane no bar, quatro homens invadiram o local, sendo três encapuzados, portando armas de fogo. A integrante da corporação teria sido abordada e questionada se era a policial. Os encapuzados teriam atirado nela duas vezes. Em seguida, ela foi levada com os homens.

SUSPEITO PRESO – Um suspeito de envolvimento no assassinato da policial foi preso na Zona Sul de São Paulo na tarde desta segunda-feira, 6. Everaldo Severino da Silva, conhecido pelo apelido “Sem Fronteira”, tem 45 anos e irá ficar preso temporariamente por 15 dias. De acordo com a polícia, ele foi preso em Paraisópolis, ele correu após ver os policiais, e tentou se desfazer de três celulares que estavam em seu poder.

Um segundo suspeito também foi detido, prestou depoimento à polícia e foi liberado. Os dois homens foram detidos na segunda-feira, 6, após denúncia anônima.

 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.