sexta, 12 de julho de 2024

Desde maio vendas no comércio registram aceleração e crescimento da economia

Publicado em 27 jul 2021 - 15:48:48

           

Segundo o IBGE, o setor de vestuário e calçado são os responsáveis pelo avanço das vendas de varejo

 

Da assessoria

 

Apesar do impacto negativo na economia, causado pela pandemia de coronavírus, as vendas em varejo, em uma realidade nacional, cresceram 1,4% em maio. É um dado do levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) que demonstra alta de 16% em comparação ao mês de maio de 2020.

O setor de tecido, vestuário e calçado são os que mais registraram crescimento com 16,8%, revelando uma recuperação após diversas fases de “altos e baixos” desde março do ano passado. Em seguida, vem o setor de combustíveis e lubrificantes com 6,9%, as atividades de veículos-motos e peças com 1,0% e lojas de materiais de construção com 5,0%.

“O cenário é de recuperação da economia, com retomada nos próximos meses. Principalmente, porque Ourinhos está com a vacinação avançada e já observamos uma mudança no setor. Estamos confiantes que a normalidade está próxima, o consumo já é maior, as lojas estão vendendo melhor a cada dia. Em breve, a nossa economia local volta para a normalidade”, falou Robson Martuchi, presidente da Associação Comercial e Empresarial de Ourinhos (ACE).

Por fim, o Indicador de Movimento do Comércio aponta avanço de 1,9% em junho em relação ao desempenho do varejo no país. Em uma variação acumulada de 12 meses, a queda foi desacelerada para -1,0%, após o indicador elevar para 9,2%. Segundo os dados colhidos pela Boa Vista SCPC, empresa parceira de crédito da ACE, mostra que em junho do ano passado os efeitos mais severos da pandemia já haviam sido dissipados, e apontava uma alta de 0,6%.

Estes dados, da Boa Vista SCPC, são o reflexo de melhoria contínua no ritmo de recuperação do indicador, estando alinhado as expectativas para o futuro e aumento de confiança no setor. E logo o varejo será impulsionado por demandas que ficaram reprimidas ao longo dos últimos meses.

 

 

 

 

 

 

 

 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.