quarta, 22 de maio de 2024

Em 4 dias, 402 pessoas entraram com ação para ter isenção do pedágio de Jacarezinho

Assessoria de comunicação

A meta de inviabilizar economicamente o pedágio instalado na divisa de São Paulo e Paraná, distrito de Marques dos Reis, proposta pelo deputado federal Capitão Augusto enquanto a Justiça não sentencia a retirada definitiva dessa praça de cobrança, pode alcançar êxito. Em menos de 4 dias, 402 usuários desse trecho das rodovias BR-369 e BR-153 passaram pelo escritório político do deputado ourinhense para se orientar e realizar ali mesmo seu pedido de isenção de pagamento do pedágio. “Só paga esse pedágio quem quer”, alerta Capitão Augusto.

O casal Carlos Alberto Camargo e Fabiana Regina Gonçalves Camargo, que se locomove semanalmente entre Ourinhos e Santo Antônio da Platina, estão entre as mais de 10 mil pessoas que entraram com a ação para obter a carteirinha de isenção. Eles compareceram na quarta-feira no escritório do deputado, junto de outras 69 pessoas no mesmo dia. Ele é motorista da empresa Princesa do Norte e ela micro empresária no ramo de pet shop. Na segunda-feira, foram 147 pessoas atendidas; na terça, 94; na quarta, 70; e na quinta, até às 16h, 91 pessoas. Previsão é de superar até esta sexta a marca de 500 pessoas.

“Pedimos que as pessoas venham munidas de cópias do comprovante de residência, CNH, RG ou CPF, informando um e-mail e telefone para contato”, informou a advogada Raísa Zanchetta, uma das assessoras do deputado responsáveis pelo atendimento dos interessados em não pagar mais esse pedágio. O endereço do escritório é av. Alcebíades Ferreira de Moraes, 455, próximo ao “prédio torto”.

EM BRASÍLIA – Na semana passada, o deputado deu outro grande passo para o desfecho desse impasse que já dura 15 anos. Capitão Augusto se reuniu com o procurador geral da República, Rodrigo Janot, que prometeu peticionar o STF para que determine a retirada do pedágio do local atual, denunciado pelo parlamentar há mais de 2 anos como ilegal. Esta é a última semana de Janot como procurador geral.

A luta do deputado que é natural de Ourinhos, ele mesmo admite, não tem sido fácil, já que nenhum outro deputado estadual da região dos dois estados, tampouco qualquer outro deputado federal, apoia essa causa. Embora seja um problema que aflige milhares de cidadãos eleitores, curiosamente, somente o Capitão Augusto tem combatido publicamente o pedágio.

A concessionária Triunfo cobra atualmente R$ 19,30 para veículos de passeio e R$ 38,60 para veículos de 4 eixos. “Além de ser o pedágio mais caro do Brasil, pois são estradas simples, sem duplicação, a Triunfo mudou irregularmente a localização da praça e ainda está tarifando os usuários da BR-153, rodovia que não foi objeto da licitação dessa concessão”, explica Capitão Augusto. “Estão roubando nossa população”, desabafa.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.