domingo, 14 de abril de 2024

Enfermagem da UNIFIO terá curso de extensão em Ciências Forenses

Aberto para todos os alunos da saúde, em especial aos alunos do curso de Enfermagem, o curso contará com a participação do Perito Criminal Prof. Dr°. Alberto Gonçalves Vieira de Carvalho Neto

 

José Luiz Martins

 

 

O Centro Universitário das Faculdades Integradas de Ourinhos (UNIFIO), através do curso de Enfermagem, promoverá no próximo dia 12 de agosto o curso de Ciências Forenses. O evento será no Anfiteatro III no campus da universidade das 8h às 17h com 50 vagas.

Aberto para todos os alunos da saúde, em especial aos alunos do curso de Enfermagem, o curso contará com a participação do Perito Criminal Prof. Dr°. Alberto Gonçalves Vieira de Carvalho Neto.

 

O curso é voltado aos profissionais que desejam conhecer e em um futuro atuar na área de investigação e perícia criminal. A formação propaga conhecimentos teóricos e práticos demandados para coleta, análise e interpretação de provas forenses em diferentes tipos de crimes.

O curso é voltado aos profissionais que desejam conhecer e em um futuro atuar na área de investigação e perícia criminal

De acordo com o professor Juliano Rodrigues Coimbra, coordenador do curso de Enfermagem, as Ciências Forenses empregam conhecimentos científicos e técnicas diversas para apurar crimes e outros assuntos legais – cíveis, penais ou administrativos.

De acordo com o perito o curso irá explorar também a toxicologia forense

 

Sua principal função é viabilizar as investigações relativas à justiça civil e criminal, visando esclarecer as questões do sistema de segurança pública, tendo como principal agente o perito criminal. “Ações como esta promovem o conhecimento de nossos alunos e abrem o campo de atuação do profissional de saúde”, ressaltou.

A reportagem do Negocião também conversou com o professor Dr° Alberto Vieira de Carvalho Neto, perito Criminal Oficial do Estado de SP, que ministrará o curso. Alberto é ourinhense, bacharel e Mestre em Química pela Universidade Estadual de Maringá, Doutor em Ciência e Tecnologia de Materiais.

Perito Criminal Prof. Dr°. Alberto Gonçalves Vieira de Carvalho Neto

Ele explica que o curso trata sobre as Ciências Forenses uma ciência multidisciplinar em que se aplica conhecimentos científicos e técnicas para desvendar não só crimes como também diversos assuntos legais, como por exemplo, a área de toxicologia que estuda a interação de venenos e fármacos com o organismo.

“É uma ciência que envolve química, física, matemática, medicina e qualquer área do conhecimento para aplicar no âmbito das Ciências Forenses. Infelizmente há poucas instituições que têm um curso específico na área, cursos de extensão como esse na UNIFIO, proporciona ao aluno uma introdução a essa matéria. É o que pretendemos fazer nessa instituição dia 12”, destacou.

O curso abordará a perícia criminal em locais de crime com enfoque nos crimes contra a vida, visto que o foco são os alunos da Saúde. Além disso, segundo Alberto, haverá também algumas explanações sobre armas de fogo, área chamada de balística forense, abordando desde o momento do disparo até embate com indivíduo.

“A abordagem correlacionará a relação entre instrumento e vítima, analisando as características da lesão provocada e o provável instrumento provocador. Tal análise é imprescindível para determinar a arma de crime por exemplo”, detalhou.

De acordo com o perito o curso irá explorar a toxicologia forense, estudo que analisa a interação de diversas substâncias com o organismo e o que isso pode ocasionar. As drogas de abuso, tanto as lícitas como álcool, fármacos, tabaco e as ilícitas como maconha, cocaína, crack e drogas sintéticas, comuns no dia a dia da atividade pericial.

Será apresentado as principais técnicas de análise para extração e detecção do princípio ativo de interesse pericial, assim como se deve realizar a coleta e condicionamento de amostras oriundas de locais de crime, indivíduos vivos e mortos, visando amplificar a teoria adquirida durante a graduação com a realidade prática da criminalística.

“Por exemplo: alguns ensaios simples que eles têm contato durante a formação acadêmica, o teste rápido para detecção de hemoglobina em fezes, pode ser empregado em uma cena de crime para confirmar se uma mancha com características hematóides realmente é sangue e além disso dado a especificidade do teste inferir se este é humano. Tais correlações, permitem expandir visão do aluno, de forma que ele contextualize o que ele aprendeu durante os anos da graduação em uma aplicação real, muitas vezes cuja aplicação comum é diferente da empregada nas análises forenses na busca da aplicação da ciência em prol da justiça”, concluiu Alberto Vieira de Carvalho Neto

 

 

A programação do curso:

– Conceitos de criminologia.

– Noções de Medicina Legal: correlação entre instrumento e a lesão provocada.

– Noções de Toxicologia: Drogas de abuso, métodos de extração, detecção e a interação com o organismo.

– Simulação e análise de um local de crime contra a pessoa. Ferimentos de balística: mina de Hoffmann, Efeito tatuagem, disparos encostados, média e longa distância.

 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.