sexta, 21 de junho de 2024

Enquete mostra a opinião de alguns ourinhenses em relação à política

José Luiz Martins

O Jornal NovoNegocião vem fazendo semanalmente uma enquete, ouvindo 10 ourinhenses, independente da classe social e faixa etária. As perguntas são as seguintes:

1) Se ele gostaria de uma terceira opção de candidato, a prefeito de Ourinhos diferente dos dois grupos existentes que vêm administrando a cidade nos últimos 20 anos?

2) Se ele teria uma sugestão atualmente?

Abaixo as respostas dos entrevistados nessa semana.

 “Eu não entendo muito de política, mas acho que ninguém tá satisfeito. Tem que mudar tudo, com gente nova, novas opiniões, tem que ser tudo novo. Não dá mais, já foi a vez desse pessoal, já tiveram a oportunidade de fazer, já foram experimentados. Espero que apareça alguém diferente deles. Não tenho um nome mas, do jeito que está não dá mais”. – Rosana Ap. da Silva – costureira – JD Bandeirantes

“Não estou satisfeito, porque são sempre os mesmos e não mudaram nada, tem que ter um terceiro nome. Os dois grupos deixaram a desejar, não mostraram serviço como tinha que ser. Por enquanto não tenho um outro nome mais vai aparecer, e aí vamos ver as qualidades dessa pessoa se tem condições de mostrar serviço e ser diferente”. – Josué Ferreira dos Reis – aposentado – Vila Margarida

“Satisfeito a gente não tá não, ninguém deve estar contente com o que está acontecendo na cidade. Gostaria que viesse um outro nome pra ver se a situação melhora um pouco principalmente na saúde. Eles já passaram pela prefeitura e muita coisa não deu certo, seria bom que viesse alguém e que fosse muito bom pra Ourinhos. Não sei quem indicar, vou esperar aparecer alguém e analisar bem e ver o que fazer”. – Helena dos Santos – aposentada – Jd Brilhante

“Não estou contente porque a cidade está muito mal, as ruas destruídas, não tem emprego pra juventude, tem várias coisas que tá muito mal. E passa o tempo vem os mesmos e tudo continua a mesma coisa, eu ainda acredito que o Lucas Pocay seria muito bom candidato, é jovem e tem se mostrado um bom político”.  – Aldaisa Santos Leite – empresária –  Jd Europa

“Não, do jeito que tá não tá bom, não é a mesma turma do Toshio que tá mandando, a cidade tá abandonada. Tem que fazer uma mudança geral, acho que quem deveria ser o prefeito na próxima é o Lucas, mesmo sendo da outra turma dos antigos, tenho muita simpatia por ele, vamos ver o que vai ser”. – José Lino – pintor – Jd Europa

“Não tá bom não, essa prefeita foi colocada lá pelo Toshio e ela passa longe lá da minha vila que tá abandonada. Na próxima eleição nem Toshio e nem Claury, o ideal é aparecer outra pessoa melhor que cuide das vilas também. Não só do centro e bairro rico”. – Marcos dos Santos – pedreiro – Vila Brasil

“Não tô não, de jeito nenhum, a cidade tá largada faz tempo. Entra um e não faz nada, entra o outro e também não faz nada, acho que tem que mudar mesmo, é um pior que o outro e essa prefeita é pior que o Toshio. Seria bom que viesse outra pessoa pra concertar tudo. Mas por enquanto tem que esperar, mas do jeito que tá não vou votar em mais ninguém”. – Claudio Roberto dos Santos – pedreiro – Jd Santos Dumont

“Olha nos dois grupos eu já vi coisas positivas e coisas negativas, mas é sempre bom termos outras alternativas, é sempre muito interessante que apareça novas forças políticas para gente perceber a capacidade e as características diferentes de cada um. Acho muito interessante um novo grupo se posicionar, não teria nenhum nome nesse momento mas as correntes políticas estão se movimentando”. – Valdir A. Minucci – professor – Nova Ourinhos

“Não tem mais como deixar os mesmos, não tô feliz com isso, de um lado e do outro é sempre a mesma coisa então que trocar. Quem é funcionário público aposentado tem muita bronca dessa turma que só prejudicou os funcionários. Quem sabe vem alguém e trabalha melhor, não sei quem seria mas deveria ter outros sim”. – Joaquim Luciano Alves – aposentado – Jd Itajubi

“É claro que o povo não está satisfeito, eu não estou, precisamos renovar com novas ideias pois estamos perdendo a hegemonia regional. O que eu vejo é o seguinte, essas oligarquias que estão aí tem que ser destituídas do poder. Nossa cidade tem condições de crescer, esses dois grupos representam a mesma ideia conservadora, vejo uma terceira via como uma saída para mais desenvolvimento e a cidade se consolidar como líder regional. A princípio não tenho um nome, e essa questão de nome não é assim tão importante, penso que o importante são boas e produtivas ideias. Sendo assim vejo na figura do Celso Zanutto um administrador rígido com ideias a longo prazo, não pensando em soluções imediatas mas que prepare para o futuro, passos lentos e firmes olhando para o bem comum lá no final”. – Carlos Antonio Paiva – professor – Jd São Domingos

 

 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.