fbpx

sexta, 19 de agosto de 2022

Especialista afirma: Papanicolau salva vidas

Alexandre Q. Mansinho

Números da Secretaria Estadual de Saúde registram que apenas 20% das mulheres na idade recomendada têm feito o Papanicolau em Ourinhos. Para a saúde feminina esse dado é extremamente preocupante, visto que há um grande número de doenças que poderiam ser evitadas e tratadas apenas com a realização anual desse exame. “Todas as mulheres devem fazer o Papanicolau a partir dos 25 anos, antes dessa idade a mulher também deve fazer o exame se já tiver vida sexual. Todas devem, sem exceção, repetir o exame anualmente”, afirma Dr. Fernando Arturo Diez Perez – especialista em ginecologia que atende na cidade de Ourinhos: “com base no resultado, o médico pode identificar desde pequenas infecções, passando por DST’s como sífilis e gonorreia, até o temido câncer”. O medo do resultado é, na maioria das vezes, a justificativa para que a mulher não queira fazer o Papanicolau – há quem alegue que, caso o resultado seja ruim, a vida vai ser totalmente afetada. Dr. Fernando, por sua vez, contesta esse argumento: “há vários procedimentos modernos que aumentam a expectativa de vida da pessoa que for diagnosticada com câncer, por exemplo. Isso sem contar que há uma grande probabilidade de cura.”

A vergonha também é um argumento muito comum entre as mulheres que não fazem o exame. No entanto a ciência médica já apresenta grande evolução nesse setor – há exames não invasivos que podem ser feitos até em mulheres que nunca tiveram relação sexual, além da exigência de sempre haver uma enfermeira junto com o médico durante o procedimento. Além disso, há vários procedimentos que visam a garantia de discrição e respeito às convicções religiosas da paciente. Dr. Fernando alerta que o Papanicolau nunca deve ser ignorado, independente da faixa etária que a mulher esteja: “o SUS recomenda que o exame seja feito até os 64 anos, porém eu faço parte do grupo de médicos que considera que a mulher deva fazer o Papanicolau sempre, independente da idade. Recebo em meu consultório mulheres maduras, com 75 ou até 80 anos, que apresentam quadros avançados de câncer, justamente por terem parado de fazer o exame anual quando chegaram aos 64 anos”. “O Papanicolau não dói, tem um resultado rápido e pode ser a diferença entre décadas a mais de vida saudável ou uma morte prematura”, completa Dr. Fernando.

© 1990 - 2021 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.