sexta, 19 de julho de 2024

Falta de entendimento entre comerciantes e SAE deixam as ruas do centro da cidade sujas durante horário comercial

Publicado em 27 mar 2018 - 02:38:34

           

Alexandre Mansinho

A qualquer momento que um consumidor caminhe pelas ruas do centro da cidade, sobretudo nas esquinas do Calçadão da Rua Paraná, a presença de sacos de lixo é comum. Junto com o lixo, tem sido comum encontrar ratos, baratas e, não raro, sacos rasgados por cachorros de rua.

Embora exista coleta duas vezes ao dia e trabalhadores da SAE fazendo a varrição, a falta de coordenação entre a SAE e os comerciantes torna, em alguns dias e horários, as ruas do centro um depósito de lixo a céu aberto.

BRIGAS ENTRE COMERCIANTES – “Eu já cheguei a pegar um saco de lixo e levar na porta do comércio aqui do vizinho, ele ficou bravo, chegamos até a discutir no meio da rua”, diz comerciante que tem loja em uma das esquinas do calçadão.

NÃO HÁ COLETA SELETIVA – O Jornal Negocião passou em mais de 30 estabelecimentos, perguntando sobre a coleta seletiva e sobre a coleta de lixo regular. Cada comerciante respondia de uma forma: houve quem disse que a orientação era para deixar o lixo reciclável junto com o lixo comum, houve quem disse que a orientação era para colocar o lixo todo no meio do expediente (hora do almoço) e houve até que dissesse que a bagunça era tão grande que sempre que a lixeira do estabelecimento fica cheia, ele põe em um saco e deposita na esquina. 

O QUE DIZ A SAE – Segundo orientação da SAE, o lixo deve ser colocado nos pontos de coleta antes das 8h e pouco depois das 18h – assim não haverá lixo nas calçadas durante o expediente dos pontos comerciais.

O QUE DIZ A ASSOCIAÇÃO COMERCIAL – Diógenes Correa Leite, presidente da ACE, reforça que existe sim uma orientação sobre os horários de coleta, mas, infelizmente, por alguns motivos há quem não respeite.

O QUE DIZ A ACMRO (RECICLA OURINHOS) – Para a Recicla Ourinhos há uma falta de coordenação entre os comerciantes, visto que, segundo a ACMRO, deveria ser colocado nas calçadas, nos horários recomendados pela SAE, dois sacos, um com lixo comum e outro com material reciclável; assim o coletor poderia identificar qual tipo de resíduo seria e recolher o que lhe coubesse.

CAMPANHA DE EDUCAÇÃO E MEIO AMBIENTE – As três instituições, ACEO, AMCRO e SAE disseram que há planos de uma campanha de educação para o meio ambiente, para com isso, conscientizar e informar os comerciantes para que possam fazer o depósito de lixo nos horários adequados e de forma que seja possível separar o lixo comum do material reciclável.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.