quinta, 18 de abril de 2024

Golpe do cancelamento de título de eleitor: como se proteger

Letícia Baie
O Tribunal Superior Eleitoral divulgou recentemente que alguns eleitores têm recebido mensagens em nome da Justiça Eleitoral (JE), informando que seus títulos de eleitor foram cancelados provisoriamente. As supostas notificações chegam por meio de aplicativos de mensagens como Telegram e WhatsApp junto com um link para que possam inserir seus dados pessoais na tentativa de regularizar o documento.

Em comunicado, o órgão informou que não envia comunicados por meio de e-mail ou demais plataformas de mensagem de texto e orienta os eleitores a consultar sua situação cadastral diretamente no portal do TSE ou em seu aplicativo oficial.

O especialista em segurança da informação, Daniel Barbosa, explica que datas e eventos de notoriedade como eleições, Copa do Mundo e Black Friday são aproveitados pelos criminosos, visto que a atenção das pessoas se volta com mais interesse para estes acontecimentos.

Assim, por meio de engenharia social, os golpistas atraem as vítimas para conseguir informações sensíveis com o intuito de obter ganho financeiro ou utilizar os dados para outras fraudes.

Além disso, Barbosa ressalta que o recebimento passivo de procedimentos junto com links externos para clicar, como o caso da mensagem enviada pelo TSE solicitando dados do eleitor, é uma característica muito comum em golpes em aplicativos de mensagens e e-mails.

Neste caso, o ideal é sempre desconfiar, buscar informações em fontes oficiais e não ceder dados pessoais para sites ou contatos desconhecidos.

 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.