segunda, 15 de abril de 2024

Gripado, papa Francisco corre para hospital após audiência semanal

O pontífice realizou exames médicos e já voltou ao Vaticano, informou seu gabinete

 

Da Redação

 

O papa Francisco, que disse estar sofrendo de gripe na semana passada, fez uma breve visita a um hospital em Roma nesta quarta-feira, 28, afirmou o seu gabinete em comunicado. O pontífice realizou uma bateria de exames médicos logo após sua audiência semanal. O texto enfatizou, porém, que o líder da Igreja Católica já regressou ao Vaticano. 

O papa, de 87 anos, conduziu os exames no hospital da Ilha Tiberina, que fica no rio Tibre, na zona em que o corpo d’água atravessa Roma. O comunicado não deu mais detalhes sobre o seu estado de saúde.

Imagens da televisão italiana mostraram o momento em que um Fiat branco registrado no Vaticano – modelo que Francisco usa regularmente – saindo do hospital no centro de Roma. 

 

Gripe

Antes de sua audiência semanal desta quarta-feira, o pontífice afirmou aos fiéis que não se sentia bem. Ele delegou o discurso a um assessor. 

“Queridos irmãos e irmãs, ainda estou um pouco resfriado“, disse Francisco, anunciando que outra pessoa leria sua catequese sobre a inveja e a vanglória, dois dos sete pecados capitais. A leitura durou cerca de uma página, segundo a agência de notícias Reuters.

No final da audiência, entre tosses, o papa conseguiu cumprimentar alguns fiéis e fazer apelos à paz, como é habitual. 

O chefe do Vaticano já havia cancelado compromissos no sábado 24 e na segunda-feira 26, devido ao que o Vaticano chamou de “leve gripe”. No domingo, como de praxe, ele dirigiu-se a uma multidão na Praça de São Pedro para recitar a oração Angelus. 

 

Problemas de saúde

Francisco coleciona uma série de problemas de saúde, que vêm aumentando em intensidade e frequência. Em dezembro do ano passado, ele precisou cancelar uma viagem a Dubai, para a cúpula das Nações Unidas sobre mudanças climáticas, a COP28, devido a uma outra gripe e a uma inflamação pulmonar. 

Em janeiro, não conseguiu terminar um discurso por causa do que chamou de “um toque de bronquite”. No final do mês, o pontífice afirmou que estava melhor, apesar de “algumas dores”. 

Além disso, muitos anos atrás, quando ainda era um jovem cardeal na Argentina, sua terra natal, ele teve que remover parte de um pulmão. Hoje, também tem dificuldade para andar e usa regularmente uma bengala ou uma cadeira de rodas – na qual chegou na sua audiência desta quarta. 

 

Fonte: Veja Abril – Tiziana Fabi/AFP

 

 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.