sexta, 01 de março de 2024

Incêndio em subestação da CPFL assusta moradores de Ribeirão Claro

O fogo atingiu pelo menos dois transformadores e foi necessário desligar a energia elétrica na cidade

 

Da redação

 

Bombeiros de Jacarezinho e de Santo Antônio da Platina, continuam trabalhando para conter um incêndio de grandes proporções que atingiu a subestação de energia da CPFL (Companhia Paulista de Força e Luz), em Ribeirão Claro. Ninguém ficou ferido. O quarteirão foi isolado para prevenir riscos de explosão.

O incêndio teve início por volta das 13h00, quando o Corpo de Bombeiros foi acionado. O fogo atingiu pelo menos dois transformadores e foi necessário desligar a energia elétrica na cidade, mas já foi restabelecido o fornecimento. Não há informações ainda sobre as causas do incêndio.

 

 

A assessoria de imprensa da empresa enviou o seguinte texto ao portal npdiario, do jornalista André Vendrami:

A CPFL Santa Cruz informa que registrou um princípio de incêndio na subestação de Ribeirão Claro na tarde desta terça-feira, 5, que não causou danos às pessoas e aos imóveis do entorno. As equipes da distribuidora foram mobilizadas, realizaram as manobras na rede de Distribuição e a cidade está com o serviço normalizado. A empresa deslocou uma unidade móvel para continuar garantindo o fornecimento de energia aos clientes até a finalização dos trabalhos. As causas do ocorrido estão sendo investigadas. Assessoria de Imprensa.

 

 

A CPFL foi fundada em 1912 a partir da fusão de quatro companhias (Empresa Força e Luz de Botucatu, Empresa Força e Luz de São Manoel, Empresa Força e Luz de Agudos-Pederneiras e Companhia Elétrica do Oeste de São Paulo). Em 1927, a empresa passou do controle privado nacional ao controle estrangeiro através da venda à empresa American & Foreign Power, pertencente a uma subsidiária da General Electric, permanecendo sob seu controle até 1964, quando foi estatizada e encampada pela Eletrobrás. Atua em São Paulo, Paraná, Minas Gerais, entre outros.

Este é o terceiro incêndio que ocorre em Ribeirão Claro em menos de três meses. O primeiro destruiu a ponte pênsil, em outubro. O segundo, na noite de Natal, na usina de reciclagem e agora na subestação da CPFL.

Ribeirão Claro não tem uma unidade própria do Corpo de Bombeiros, nem brigada de incêndio.

 

 

(Conteúdo Portal npdiario/VÍDEO: Moyses Dalio)

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.