quinta, 18 de julho de 2024

Ourinhense lança livro “O Óvni de Badagaru” em Ourinhos amanhã, 24

Publicado em 22 mar 2022 - 15:33:45

           

A publicação é de autoria de Aurélio Fernandes Alonso, que começou a carreira jornalística na Rádio Clube de Ourinhos em dezembro de 1977 e estudou Comunicação Social no campus de Bauru da Unesp

 

Da redação

 

Depois do lançamento do livro “O Óvni de Badagaru: a luz que veio do nada” em Bauru, agora será em Ourinhos a Noite de Autógrafos no Bar 7 Cordas no próximo dia 24 de março (quinta-feira), a partir das 21h. A abertura será com música ao vivo.

A publicação é de autoria de Aurélio Fernandes Alonso, que começou a carreira jornalística na Rádio Clube de Ourinhos em dezembro de 1977 e estudou Comunicação Social no campus de Bauru da Unesp.

 

 

O enredo se desenrola em Badagaru, lugarejo fictício que tanto pode ser Canitar, na região de Chavantes, ou o distrito de Sodrélia, de Santa Cruz do Rio Pardo. O leitor vai se identificar com a história bem-humorada.

A ideia da narrativa é o alvoroço provocado por aparições de luzes fortes ao anoitecer no lugarejo. Seu propósito é explorar o fenômeno dos Objetos Voadores Não Identificados (OVNI), sigla que, de tão utilizada, passou a ser substantivo na Língua Portuguesa, daí a grafia diferenciada na capa da publicação.

 

 

“O livro é uma fábula do Brasil com as suas crendices e negacionismos. Faz crítica aos políticos e religiosos.  Há o embate entre a ciência e a religião na figura do cientista destacado para estudar o fenômeno”, conta o autor do livro.

O jornalista e publicitário Yuri Felix Araújo, atualmente residindo em Salvador–BA, divulgou resenha sobre a publicação. “A novela é leve, mas desconcertante. A sagacidade do jornalista está mais que presente no romancista. Assim pode ser lida como uma matéria jornalística e reconhecer os personagens, tão presentes em nossa sociedade”, comentou Yuri, autor de cinco livros publicados, entre romance, contos e poesia.

O professor doutor da USP de Bauru e Ribeirão Preto Alberto Consolaro leu o livro e achou divertido e ao mesmo tempo revela como nasceram algumas crendices!

A publicação adota linguagem simples, explora o gênero da novela literária e conta a trama de forma fragmentada em 96 páginas. Editado pela editora Persistere de Bauru, do professor e escritor Reginaldo Furtado, a arte da capa é uma xilogravura em preto e branco feita pelo design gráfico Diogo Ladeira; e Beatriz Ferre Furtado assina o projeto gráfico.

—————————————————————————————————————————————-

Jornalista Aurélio Alonso – Fone para contato: (14) 99794-3061 – E-mail: aurelio94@gmail.com

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.