quarta, 22 de maio de 2024

Médico da UPA confunde paciente e acusa de ser usuário de drogas

O autônomo José Carlos Brizola de 62 anos foi até a UPA – Unidade de Pronto Atendimento de Ourinhos, no último dia 31/7 por duas vezes com problemas estomacais. Na segunda vez passou por uma bateria de exames que apontou, segundo o médico, que ele estava infartando por ser usuário de drogas. Nossa reportagem conversou com exclusividade com Brizola e sua esposa Neusa Pereira Leal e teve acesso ao Boletim de Ocorrência e o prontuário médico.

Neusa relatou que tanto ela quanto seu marido comeram um salgado que não caiu bem para ambos, mas seu marido foi acometido por fortes dores abdominais, fato que o levou até a UPA na tarde de domingo, sendo atendido e medicado com uma injeção de “Buscopan” na veia e logo liberado. Por volta das 18h25 José Carlos retornou a Unidade de Pronto Atendimento pois as dores não sessaram. Em uma nova consulta o médico suspeitou que ele pudesse estar sofrendo um infarto e assim pediu um eletrocardiograma. Porém, antes mesmo do exame ficar pronto, o médico já prescreveu a medicação, sendo que depois de alguns minutos após ingeri-la o paciente desmaiou e precisou ser internado na mini UTI dentro do próprio Pronto Socorro onde ficou hospitalizado até as 04:30 da manhã do dia seguinte, quando foi liberado.

 

“O Exame constatou que meu marido estava com problema estomacal, porém enquanto meu marido estava sofrendo um infarto devido a medicação errada, o médico virou para mim e em alto e bom tom afirmou que meu marido estava enfartando porque é usuário de drogas, todos puderam ouvir. Em seguida escutei o mesmo medico dizer, para outra profissional, não ele não confundi”, declarou a esposa do paciente. Diante do constrangimento o casal foi até a Central de Polícia Judiciaria para registrar os fatos, onde foi elaborado um Boletim de Ocorrência por difamação. Vale ressaltar que no carimbo usado pelo médico de nacionalidade japonesa, não dá para decifrar seu nome, apenas o CRM.

 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.