quarta, 17 de julho de 2024

Moradora de rua é morta após ser espancada por namorado no antigo Posto Vip

Publicado em 27 ago 2015 - 03:55:47

           

Renata Tiburcio

O morador de Rua Lucas Almeida de Oliveira, 29 anos, espancou até a morte sua namorada também moradora de rua, Laurinda Alves de 37 anos, no antigo prédio do Posto Vip em Ourinhos, na madrugada de quinta-feira, 27/08.

Nossa reportagem acompanhou desde o início o trabalho da Polícia Civil e Polícia Militar que foram comunicados por volta das 07h50 sobre a morte de uma mulher que havia sido socorrida até a UPA pelo SAMU, com sinais brutais de violência e queimadura no rosto.

Diante de tais informações os investigadores da Delegacia de Investigações Gerais – DIG, sob o comando do delegado Dr. André Rossignoli e o Dr. Fernando da Silva Freitas, acompanhados dos investigadores e da Polícia Militar foram até o Posto Vip onde foram feitas diligências e constatado que o local vem servindo de moradia para alguns moradores de rua. Porém no momento não foi localizado nenhum deles.

Momentos depois a Polícia foi informada que dois dos moradores de rua que residem ali haviam retornado, sendo assim, os Polícias Militares Sargento Miranda e Cabo Aires e o delegado da Central de Polícia Judiciária Dr. Reginaldo Ferreira Campos rapidamente foram para o local e lá os Militares detiveram Lucas e seu comparsa.

Na DIG Lucas relatou que durante a madrugada brigou com sua namorada agredindo-a com socos e chutes porque ela não quis comer o angu que ele havia preparado, sendo assim ficou irritado e disse que bateu e depois jogou o angu ainda quente em seu rosto. Versão confirmada pelos comparsas de Lucas que presenciaram as agressões e nada fizeram para impedir.

Laurinda não morreu na hora, ela ficou desacordada e quando acordou começou a se queixar de dores abdominais, sendo assim, um dos homens ligou para o SAMU que a socorreu até a UPA, mas após dar entrada naquela unidade não resistiu e veio a óbito.

Lucas Almeida de Oliveira foi autuado em flagrante por Homicídio Qualificado, em seguida conduzido até a Cadeia de São Pedro do Turvo.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.