quarta, 12 de junho de 2024

Multidão exige redução de salários de vereadores na Câmara de Ourinhos

Hernani Corrêa

Incentivada através das redes sociais e seguindo o exemplo de outras cidades da região, centenas de ourinhenses “invadiram” o plenário da Câmara ontem, 17, munidas de cartazes para pedir a redução de salários dos vereadores. A polícia foi destacada para o local, mas nenhuma ocorrência relevante foi registrada.

A reportagem constatou através de vários pessoas entrevistadas que a grande maioria não tinha conhecimento que nenhum projeto relacionado ao assunto estava em pauta, por isso não foi discutido e nem citado pelos vereadores durante a sessão.

Isso causou revolta entre os presentes que vaiaram os vereadores em diversas ocasiões gritando “chega de demagogia” e “vota logo esse projeto”. Representantes de diversas entidades de classe compareceram e praticamente todos os órgãos de imprensa também.

O vereador Inácio J. B. Filho que discursou na tribuna informando que o Ministério Público já começou a tomar providências em relação às denúncias de supostos superfaturamentos e gastos excessivos da prefeitura com os veículos de comunicação da cidade. Entre outros, o presidente José Roberto Tasca e o vereador Lucas Pocay também usaram a palavra.

Mas o que mais chamou a atenção de todos foi o pronunciamento da Irmã Cristiane Elizabete que mostrou a difícil situação do Lar Santa Tereza de Jornet (Asilo dos Velhinhos) e pediu ajuda à toda a população da cidade.

A sessão foi encerrada, os vereadores se retiraram rapidamente do plenário, mas discussões acaloradas continuaram no plenário e na frente da Câmara por mais de uma hora depois, entre diversas pessoas sobre o projeto de redução dos salários que não havia sido votado e nem citado por nenhum vereador.

Muito mais detalhes você vê no NovoNegocião, que circula na próxima sexta-feira em toda a região.

 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.