terça, 18 de junho de 2024

O radiojornalismo regional revolucionando o modo de informar e entreter

José Luiz Martins

Volta e meia, a cada inovação tecnológica surgida no mundo da comunicação o rádio volta a ser lembrado como algo que será ultrapassado. Como quando surgiu a TV a seis décadas passando a monopolizar a atenção das massas com todos dizendo que era o fim do rádio.

Isso não aconteceu, a capacidade de adaptação do rádio frente ao poderio da televisão foi rápida encontrando fórmulas para se manter como um dos mais importantes meios de comunicação. Foi assim também com as novidades na área da informática e com o advento internet globalizando tudo e a todos, trazendo dúvidas proféticas sobre o destino da radiodifusão.

Mas a sobrevivência e capacidades de superação tem sido uma das características marcantes do rádio contemporâneo contrariando as expectativas de queda de audiência e ostracismo. As inovações são usadas pelo meio para aprimoramentos, modernizando-se, com melhor recepção, alcance de transmissão e qualidade sonora. Também a evolução principalmente na prestação de serviço e o objetivo de difundir conhecimentos e orientar a opinião pública promovendo o bem da coletividade. Nesse sentido o rádio tem sido fundamental no campo das ideias, na transmissão dos fatos, interatividade e repercussão dos problemas sociais cobertos pelo jornalismo.

E tem sido assim que a Rádio Globo 1550 AM, a mais nova emissora de rádio da região vem ganhando audiência, dando ênfase ao radio jornalismo para os acontecimentos regionais. No ar desde julho de 2012, sua programação além de veicular os principais fatos diários nacionais e internacionais em cadeia com Rádio Globo de São Paulo, traz diariamente 7 horas de programação local dedicada em sua maior parte ao jornalismo. Das 6 as 9 da manhã; das 10 às 13 e das 17 às 18 horas, a emissora leva ao ar jornalismo geral, fatos e informações de Ourinhos, Jacarezinho e demais cidades da região. 

Para o diretor e principal comentarista da emissora, José Saliba, ao contrário do que muitos imaginavam, a internet veio para propagar o rádio. Basta dizer que hoje graças a internet, um simples aplicativo no celular consegue sintonizar a rádio em qualquer parte do planeta e interligá-lo. Também a mobilidade que possibilita ouvir rádio dentro do carro, dirigindo, assim como dentro de casa, poder leva o aparelho de rádio para qualquer lugar.

Para ele, o rádio é ainda uma das maneiras mais rápidas e democráticas de levar informação, são muitas as condições técnicas que possibilitam a transmissão em tempo real, usando um simples celular, assim como o “Comrex”: aparelho ultra moderno utilizado como um estúdio portátil. A emissora mantém sem distinção, uma maior proximidade com o ouvinte através de várias formas como o site da emissora, rede social (Facebook) e o telefone 0800 643 0920 pelo qual gratuitamente o ouvinte pode falar com os profissionais da rádio. 

Dividindo os microfones no programa “Manhã da Globo” apresentado diariamente pelo radialista Daniel Domingos, de segunda a sábado das 10:10 as 13:00 ao vivo, Saliba salienta que a emissora traz como principal diferencial a atenção e repercussão dos fatos nacionais e principalmente locais com jornalismo democrático e isento, “Procuramos da melhor forma possível, que o ouvinte esteja ligado com as notícias locais, nacionais e internacionais; para que de alguma forma sejam politizados e possam discernir e tomar conhecimento dos fatos do país, do estado e da cidade em que ele vive”, argumentou.

A equipe da Globo 1550 conta ainda com os repórteres Edson José e Waldomiro Ferreira (esportes) e a apresentadora Márcia Sória que apresenta o programa “A Hora é Agora” (de segunda a sábado das 06:00 as 09:00 hrs). A equipe leva ao ar uma dinâmica de comunicação objetiva, ágil, envolvente e pluralista.

Para o âncora do “Manhã da Globo” Daniel Domingos, o jornalismo é de suma importância para a comunidade mas o entretenimento puro e simples tem que ter seu espaço na programação. “Vejo que tanto o entretenimento quanto a difusão da informação são de muita relevância para os ouvintes, ao simplesmente entreter, o rádio leva as pessoas a momentos para que possam relaxar. Já o jornalismo feito com imparcialidade, honestidade na informação principalmente conectada a prestação de serviço, além de servir e para que se acumule o conhecimento atua resgatando e incentivando o exercício da cidadania”, destacou. 

Com seu sinal abrangendo cerca de 20 municípios do norte do Paraná e sul do Estado de São Paulo, a caçula das emissoras de rádio AM da região tem se notabilizado pelo diferencial na atenção e repercussão dos fatos locais com jornalismo democrático e isento dando um novo caráter à radio difusão regional. É a prova de que os avanços tecnológicos não representam ameaça ao rádio como prestador de serviços e na função de comunicar e informar para transformar. É a radiodifusão bem feita, com qualidade e compromisso com o bem comum seguindo em frente incólume com o poder da mensagem.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.