terça, 23 de julho de 2024

“Olhares e Risos” será o tema do espetáculo “Fim de Ano na UATI”

Publicado em 24 nov 2017 - 05:46:22

           

Da redação

A Universidade Aberta à Terceira Idade das Faculdades Integradas de Ourinhos – UATI-FIO vai realizar no dia 30 de novembro, às 19h30, no Anfiteatro Irmãos Quagliato (Campus Universitário das FIO) seu tradicional espetáculo de fim de ano. A coordenadora Gerda Kewitz, professores e alunas esperam um público expressivo para o evento que encerra as atividades do ano letivo.

“Olhares e Risos” é o tema do Fim de Ano na UATI cuja programação, dividida em duas partes, terá as seguintes apresentações: Tai Chi Chuan, Dança dos Leques, comandada pelo professor Aparecido Marrera; Coral – Piruetas, O Circo e Boas Festas – sob a regência da professora Daniele Montuleze e Dança – Cabaré – coreografada pela professora Mara Malachias.

A segunda parte da noite será um espetáculo de teatro – UATIs – FIO Company que será apresentado pela aluna Lucia Scantamburlo, com orientação da professora Cinthia Siqueira. Na programação constam: A Corda (França), Boneco Inflável (Brasil), Os Três Tenores (Itália) e Danúbio Azul (Bailarinas Russas).

Este ano o grupo de teatro da UATI-FIO trabalhou com a arte da mímica, uma das formas mais antigas de expressão humana, que se faz sem palavras, através de gestos do corpo e da face. Ao longo das aulas, foram trabalhados os preceitos do ilusionismo, com as estratégias de construção do humor e com atividades de movimentos corporais e faciais. As alunas também estudaram mímicos importantes como Marcel Marceau e Charles Chaplin e aprenderam com eles que essa arte pode ser uma forma de pensar e questionar o mundo contemporâneo. De acordo com Mércia Maria Leitão e Neide Duarte, os atores da mímica se fazem presentes em nossas vidas, brincando com os fatos do cotidiano e chamando a atenção para o que, muitas vezes, não percebemos: os sentimentos de alegria ou tristeza, a raiva, a dor, o absurdo e o ridículo de certos comportamentos, tentando corporificar a vida em sua plenitude.

É exatamente essa expressão da verdade humana que o espetáculo pretende evidenciar. Ao apresentar atrizes personificadas em palhaços de circo, a idéia é brincar com as limitações e estratégias utilizadas para camuflar a legitimidade dos sentimentos.

O evento é aberto à comunidade local e regional.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.