sábado, 20 de abril de 2024

Ourinhense ganha prêmio de melhor Presença Digital no ramo de papelarias do Brasil

A jovem Beatriz Winston deixou carreira promissora de juíza para se dedicar ao próprio negócio

 

Marcília Estefani

 

Beatriz Winston, 24 anos, ou simplesmente Bia Winston, é filha de pais empreendedores em Ourinhos. Cursava Direito na PUC de Curitiba, a carreira era certa, seria Juíza de Direito, pois havia se preparado para isso e o destino estava traçado.

Bia iniciou a fabricação caseira dos cadernos e passou a vendê-los online

 

NOVOS RUMOS – Em março de 2019 tudo mudou, o mundo mudou. E com todas as informações desencontradas sobre a pandemia, ela recebeu uma ligação dos seus pais, Winston Jr e Kátia, residentes em Ourinhos, para que fizessem as malas, ela e o namorado, e retornassem imediatamente para a casa de seus pais. O namorado também estudava em Curitiba e tinha família aqui na região.

No dia seguinte, os dois retornaram para suas cidades natais e mudaram os rumos de suas vidas de uma maneira totalmente inusitada.

 

DE VOLTA – Já na casa dos pais e com as aulas de direito online, o que fazer? Os pais incentivaram a montar um canal no YouTube. Ela postava alguns vídeos sobre “Do It your self” ou “Faça Você Mesmo”.

Um desses vídeos, ensinou a fazer um famoso caderno de discos. E o vídeo ‘bombou’ nas redes sociais, as pessoas pediram mais e queriam comprar o caderno.

 

NOVO EMPREENDIMENTO – Rapidamente, ela iniciou a fabricação caseira dos cadernos e passou a vendê-los online. Com os cadernos, muitos pediram canetas, lápis, borrachas.

A jovem empresária rapidamente visualizou uma grande oportunidade, contatou fornecedores de papelarias e começou a vender todo tipo de acessórios de papelaria fofa.

Tudo mudou, a faculdade passou a ser apenas um desafio a se completar. “Não teríamos mais uma Juíza de Direito e sim uma grande empreendedora”, conta o pai.

Mesmo com o ‘freio de mão puxado’, pois a faculdade poderia retornar presencial a qualquer momento e acabar com um objetivo que estava muito claro, em um ano já estava com um grande estoque vendendo no site próprio e nos marketplaces. Realizava, em média, 500 vendas online por mês.

 

 

NOVO DESAFIO – Como se não bastasse, lançou um novo desafio: o clube de assinaturas de papelaria. O Clube da Bia com a Bia Box, hoje com mais de 600 assinantes mensais, inovou nessa modalidade.

Transformou o clube de assinatura de papelaria em temática, onde cada mês um novo tema é lançado e seduz seus assinantes com experiências fantásticas. Até então, os clubes eram caixas cheias de mercadorias sem conexão onde a vantagem era apenas nos valores, que eram mais baratos que os mesmos produtos comprados individualmente.

 

MAIS DE MEIO MILHÃO DE SEGUIDORES – Atualmente, Bia Winston tem mais de 500 mil seguidores em suas redes sociais e acaba de lançar um curso ensinando como montar uma loja online.

A papelaria que iniciou no seu quarto e foi para uma área no fundo da casa dos seus pais, está hoje em um prédio de 300m2 quase totalmente ocupado.

Hoje, além do pai e da mãe que ajudam no dia a dia da papelaria, seu noivo e sócio, Pedro Trawtvem, deixou seu emprego em uma fábrica de automóveis em Curitiba e ajuda no dia a dia do negócio, que conta com mais três colaboradoras.

 

GAROTA PROPAGANDA – Bia já foi contratada três vezes pela PUC Curitiba como garota propaganda para divulgações do campus nas redes sociais, fez campanhas de lançamento de novos produtos para a Newpen, uma das marcas mais famosas de canetas do Brasil, é Embaixadora do Caderno Inteligente, uma das maiores marcas do ramo e está entre as cinco maiores Influencers no ramo de papelaria fofa no Brasil.

Bia Winston já virou garota propaganda

 

MAIOR FEIRA DA AMÉRICA – Este ano de 2023, a jovem empreendedora foi convidada para ser uma das Influencers da maior Feira de Papelaria da America Latina em São Paulo, a Escolar Office. No evento, ganhou o prêmio de primeira colocada como Presença Digital.

Mais uma conquista dessa ourinhense que se torna referência em todo o Brasil no ramo de e-commerce e de papelaria. Perdemos uma Juíza, mas ganhamos uma grande empreendedora.

De futura juiza de Direito a empreendedora de uma hora para outra

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.