sexta, 21 de junho de 2024

Pega na mentira, por Dani Mendes

Essa crônica vai ser curta, como as pernas da mentira. Vai ser polemica também, porque há quem jure que não mente e que a verdade deve prevalecer acima de tudo. Será? Vejamos se depois dessas três historinhas você ainda acha mesmo isso:

– Minha avó se casou aos 16 anos, permaneceu ao lado do meu avo por 50, e agora viúva tinha perdido o gosto pela vida. Eu que sempre cortei o cabelo de graça lá no CSU como cobaia para os novatos, vi uma velhinha dizendo que renasceu participando do curso de corte e cabelo. Ideia brilhante. Passei meses tentando convencer a Dona Nena a participar daquilo, comprei tesoura, avental personalizado e até uma malinha pra ela guardar os apetrechos do curso. Depois de três meses, feliz da vida, vovó vem me receber na porta com o maior sorrisão do mundo: Preta da vó (ela e minha mãe me chamam assim) você vai ser minha primeira cliente. Trêmula eu sento no salãozinho que ela improvisou no quartinho dos fundos e entrego minhas madeixas para o sacrifício. O corte não ficou muito bom, pra falar a verdade ficou bem ruim, ruim não, ficou horrível. Ela me olha com aquela carinha fofa e me pergunta: E ai pretinha? Você gostou?

– É a minha oitava tentativa, já perdi 50 minutos da minha vida tentando cancelar meu plano de telefone. Toda vez é a mesma coisa, me passam por 4 ou 5 atendentes até chegar a seguinte pergunta: Qual o motivo do cancelamento senhora? Eu digo a verdade: vou mudar de operadora porque aquela é muito ruim. A linha magicamente cai nesse momento. Na nona ligação eu já não tenho nervos para aquilo, meu equilíbrio emocional tá pior do que o do caseiro do Iluminado. Qual o motivo do cancelamento senhora?

– Meu filho teve uma aula sobre alimentos funcionais. A professora disse maravilhas sobre a água de coco e esse menino não parou de me atormentar um minuto da vida depois disso. Mãe compra coco pra gente tirar a água!!!  Ele sabe de cor os sete benefícios da água de coco para o organismo, e ele só tem seis anos. Eu com seis anos nem sabia o que era alimento funcional, nem sabia o que era “alimento”, pra mim era tudo “comida” mesmo. Voltamos do mercado e o menino fica piando do meu lado até eu abrir o bendito coco. Mas como demora muito pra sair toda a água e criança não tem paciência, ele volta pro Max Steel na TV enquanto o coco vai despejando aos golinhos a água no copo. Eu vou recolher a roupa num sol de 45 graus, levo o lixo pra fora, limpo a cama do gato, entro na cozinha pensando no que fazer pro almoço. Tiro o coco de cima do copo e bebo toda a agua. Eu bebi toda a agua!!!  Volta agua!! Não da pra trazer a agua de volta? Ele entra na cozinha saltitando e pergunta: Mãe cadê a água do coco?

O que você faz quando a verdade dói demais e a mentira não faz diferença? Mente. O que você faz quando te sacaneiam sem o menor pudor? Mente. O que você faz quando a verdade revela que você é uma mãe desnaturada? Mente.  Quando aquele mané te pergunta na frente do chefe se você esta gostando do trabalho novo, quando a sua namorada pergunta se você acha que ela engordou, quando sua sogra pergunta se o bolo insosso que ela fez especialmente pra você está gostoso?  O cabelo tá lindo, eu fiquei viúva com três filhos pra criar e sem dinheiro pra telefone, o coco veio sem agua, vamos ter que comprar outro. Mentir é feio eu sei, mas essas e outras mentiras já estão lá anotadinhas no meu caderninho de pecados bem como a mentira que eu contei no começo dizendo que a crônica seria curta. Se eu dissesse que seria longa muita gente nem teria começado. E afinal de contas, foi bom pra você?

 

P.S.: depois da mentira da viúva a atendente cancelou o meu plano e ainda me deu um mês de ligações grátis.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.