terça, 23 de julho de 2024

Brasil é o sétimo país com mais empreendedoras do mundo

Publicado em 18 abr 2022 - 17:43:25

           

Pesquisa realizada com apoio do Sebrae indica números interessantes sobre a classe

Da Assessoria

 

Uma pesquisa feita pela empresa Global Entrepreneurship Monitor 2020, com parceria do Sebrae, indica que o Brasil possui o sétimo maior número de empreendedoras do mundo. O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Ourinhos, Robson Martuchi, enxerga esses números como um atestado do interesse crescente pelo desenvolvimento que o Brasil emana, sendo o público feminino em especial mais efervescente.

Os números da pesquisa mostram que o Brasil conta com mais de 30 milhões de empreendedoras, de um total de 52 milhões. Além disso, também aponta que o percentual entre os microempreendedores individuais (MEI) também são numerosos, representando 48% do total.

São os mais diversos nichos da economia que possuem na linha de frente mulheres que comandam os negócios e fazem a roda da economia girar. Seja em empresas mais tradicionais ou até no mundo da tecnologia. Afinal de contas, mais de 20% das startups do país são atualmente fundadas por mulheres, segundo o Distrito Dataminer.

O presidente da ACE Ourinhos, Robson Martuchi, como empreendedor e incentivador do empreendedorismo na cidade e região, observa esse números com extremo otimismo, atestando as suas impressões positivas sobre a classe empresarial no país.

“Temos muita gente boa pensando em crescer. E isso é fundamental para que o país saia de um patamar para atingir outro. Há alguns anos eu bato nessa tecla, de que precisamos olhar para o mundo do empreendedorismo como um local para todos evoluírem. Quanto mais gente disposta a evoluir, gerar renda e emprego, mais renda e emprego serão gerados automaticamente. É um ciclo que gira e necessita de energia, que no caso a energia vem exatamente dessas pessoas interessadas em empreender. Mulheres devem sim tomar conta de empresas e empreender. Prosperar é para todos.”

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.