quarta, 17 de julho de 2024

Rafael confessa que matou sua esposa por ciúme

Publicado em 24 fev 2015 - 11:42:22

           

Da reportagem

 Na manhã do dia (20/2), por volta das 8h30, Rafael Neris de Mello, acompanhado de seu advogado se entregou a polícia na DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) e confessou que matou a esposa Elizandra Oliveira Turcato, 31 anos, na última segunda-feira, (16/2) com uma facada nas costas após descobrir que estava sendo traído.

Durante coletiva de imprensa a delegada titular da DDM, Drª Ana Rute de Castro Bertolasso contou em detalhes sobre o depoimento de Rafael, que segundo ela não demostrou nenhum tipo de sentimento durante seu interrogatório.

“Durante seu interrogatório, Rafael alegou que o motivo foi passional, não sabendo informar exatamente o horário que tudo aconteceu, apenas que foi pela manhã, narrando que encontrou algumas mensagens a supostos namorados de sua esposa, e na ira do ciúme deu uma única facada pelas costas durante uma discussão”, detalhou a delegada.

Rafael garantiu que não planejou matar sua esposa que tudo ocorreu no momento ímpeto do ciúme e que após golpeá-la fugiu levando o aparelho celular da então atual esposa se escondendo na casa de parentes em Santo Antônio da Platina- PR.

No decorrer da coletiva, a delegada informou que a faca utilizada no crime não foi localizada e que a pena de Rafael pode ser sim transformada em Medida de Segurança “Cumprimos o Mandado de Prisão Temporária hoje que é por cinco dias prorrogados por mais cinco dias, mas temos quase os autos conclusos. Não tenho muito que fazer, uma vez que já adiantamos esse procedimento desde o dia 18 que instauramos o Inquérito Policial e na conclusão deste, vamos pedir a Prisão Preventiva, embora com toda essa situação, não tenhamos toda certeza que ele vai continuar preso ou não. Mas nossa obrigação como resposta para a sociedade foi dada”, explicou Drª Ana Rute.

Rafael Neris após seu depoimento foi conduzido até a Cadeia Pública de São Pedro do Turvo onde permanecerá preso até a conclusão do Inquérito Policial.

Relembre o caso – Rafael Neris matou sua esposa, a servidora pública municipal Elizandra de Oliveira Turcato, 31 anos, na madrugada de segunda-feira, 16/2, em sua casa situada na Rua Irineu Pereira da Silva, Jd das Paineiras, com um golpe de faca nas costas. Segundo familiares e amigos da família, as brigas entre o casal eram constantes e Rafael sempre ameaçou matar a esposa, pois ele era muito ciumento. Elisandra deixou três filhos, um com dois anos de idade, um com sete e outro de nove.

 “Minha mãe sempre pediu para ficar dentro do quarto quando ouvisse ela e meu pai brigando, e hoje eu escutei eles discutindo, mas não saí do quarto, nem eu nem meus irmãos que estavam dormindo. Depois que eles brigaram eu escutei só um grito da minha mãe depois ficou tudo quieto. Então eu abri a porta do quarto e vi meu pai vestindo uma camiseta e saindo de casa. Corri na casa da minha vó e disse que meu pai tinha indo embora”, relatou o filho de nove anos.

A mulher se dirigiu aos fundos de sua casa, onde morava a filha Elisandra e se deparou com a moça deitada na cama. Chamou por várias vezes, mas ela não respondeu. Foi quando percebeu que sua filha estava morta. Rafael, após desferir um golpe de faca nas costas da esposa, virou o corpo da vítima deixando-a de barriga pra cima, como se estivesse dormindo. Ainda no local foi possível conversar com amigos e familiares, que relataram que essa tragédia já era anunciada, pois Rafael por inúmeras vezes ameaçou matar Elisandra, embora ninguém acreditasse que ele teria coragem. Rafael também já tentou o suicídio por várias vezes e vinha de diversas internações no Hospital de Saúde Mental.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.