quarta, 17 de julho de 2024

Recapeamento nas ruas de Ourinhos está incompleto, afirmam moradores

Publicado em 13 nov 2015 - 11:53:06

           

José Luiz Martins

Na espera de que as ruas esburacadas com asfalto deteriorado praticamente em todos os bairros da cidade recebam recapeamento, a população ourinhense tem se deparado mais com promessas que levam uma eternidade para ser cumpridas, do que solução quando se fala em asfalto novo. Sem dinheiro suficiente para atender toda a demanda e dependendo exclusivamente de dinheiro oriundo de emendas parlamentares estaduais e federais o problema parece estar sendo resolvido a conta gotas.

Essa opinião é compartilhada pelo vereador Aparecido Luiz (Cido do Sindicato) que recebe diariamente queixas da população sobre a necessidade de recapeamento das ruas da cidade. Em particular ele cita a Rua Hermínio Joaquim dos Remédios no jardim Anchieta, uma das principais vias daquela região que interliga vários bairros.

Morador do bairro, Cido lamenta que a população tenha que esperar tanto para que o recapeamento naquela extensa rua seja concluído. “Essa rua é problema de muito tempo, é uma das artérias dessa nossa região que cresceu muito. São quase dez bairros novos pelos lados do Anchieta e Vila Brasil, hoje a população da região passa de 20 mil habitantes e de uns 5 anos pra cá, o tráfego de veículos por essa rua aumentou muito. O asfalto ali foi feito a quase trinta anos e a bastante tempo precisava ser refeito”.

Por muitos anos intransitável e favorecendo a ocorrência de acidentes, como já aconteceu, a Rua Hermínio Joaquim dos Remédios começou a ser recapeada dia 20 de outubro, mas as obras foram paralisadas faltando cerca de duas quadras e meia para a conclusão das obras. O vereador disse em entrevista exclusiva a reportagem do Novo Negocião, que a população da localidade até tem gostado do recape que foi feito, mas não entende porque a rua não foi asfaltada em toda sua extensão.

Autor da emenda aprovada para o recapeamento da rua ele declarou ainda: “Faltam cerca de 250 metros para que seja terminado o recape ali e existe muitos estabelecimentos comerciais. Tem de tudo lá e o comércio continua a crescer nessa rua, e é importante que se diga que quando se faz o recape de uma rua, que não se deixe uma ou duas quadras no final sem o serviço. Não falo só da Rua Hermínio Joaquim dos Remédios, mas de várias outras que estão na mesma situação”, enfatizou o vereador.

Como exemplo apontou a Rua Sebastiana Correia no CDHU, que ficou com cerca de 80 metros sem o recape na última quadra e a Rua Duque de Caxias onde 150 metros da via ficou também sem a melhoria por falta de dinheiro, o que foi alegado pela prefeitura. Para ele, quando se faz o planejamento de recape das ruas tem que ser em toda sua extensão, pois os moradores são pagadores dos impostos e não aceitam que o serviço fique incompleto. Sobre a dependência de emendas de deputados para o recapeamento geral das ruas de Ourinhos, Aparecido Luiz ressaltou que isso não é exclusividade da gestão atual, mas vem desde o governo anterior, tornou-se uma prática corriqueira que em sua opinião não mudará em governos futuros. 

Para o vereador isso vem ocorrendo porque os governos estadual e federal vêm cada vez mais transferindo obrigações e responsabilidades aos municípios, e pontuou: “Essa é uma explicação para a dependência de recursos via emendas. Nos tiram tudo em se tratando de impostos e dobram as responsabilidades municipalizando tudo. Os cidadãos vivem nos municípios e a maior parte dos impostos que ele paga aqui vai para os governos federal e estadual e nos devolvem muito pouco”. Conforme o vereador várias outras ruas daquela região precisam urgentemente de recapeamento e citou as Ruas Alcides Chierentim, Antonio Bonifácio e Rua Maria de Paula Leite Moraes entre outras.

Lembrou que as melhorias necessárias nos bairros dessa região não se restringem a asfalto: “É necessário que se diga também que o executivo tem que dar mais atenção e realizar outras melhorias no CDHU, na praça ao lado da Escola Creche que está sendo construída ali. Que sejam feitas galerias de águas pluviais na rua ao lado da creche, que se corte o mato alto e conserve a praça, também coloque iluminação.

Segundo o vereador a cerca de dois meses foi realizada uma reunião com a prefeita no bairro para cobrar reivindicações dos moradores com promessas sendo feitas e ainda não cumpridas. “Eu estou dizendo isso porque tenho ouvido propagar pelo Rádio que a prefeita esteve no bairro tal, tem feito isso, vai fazer aquilo mas, de prático até agora os moradores estão só aguardando. Eu como morador do bairro, participei de uma reunião com a prefeita e outros moradores do Anchieta e CDHU. Ouvimos que as melhorias iriam ser feitas o quanto antes”.

Finalizando Aparecido Luiz disse que embora o recape na Rua Hermínio Joaquim dos Remédios não tenha sido terminado por completo, as informações da prefeitura dão conta de que a empresa encarregada do serviço tem um contrato a ser cumprido e voltará com maquinário para concluir o recapeamento em breve. Se o contrato não for cumprido e a obra finalizada a prefeitura terá que tomar as medidas cabíveis.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.