quinta, 23 de maio de 2024

Secretaria Municipal de Segurança Pública tem boa receptividade entre os munícipes

Alexandre Mansinho

Dr. Wagner Soares, coronel da reserva da Polícia Militar e secretário da Secretaria Municipal de Segurança Pública – SMSP, inicia seu trabalho na gestão Pocay com uma medida que obtém grande apoio popular.

Em um total de 20 pessoas ouvidas pelo jornal, de forma aleatória, nas ruas e nas redes sociais, houve unanimidade em dizer que é uma medida positiva para a melhoria da segurança.

No entanto, houve também quem se preocupasse com o uso dessas imagens, para evitar possíveis invasões de privacidade ou uso desse material de forma ilegal.

Possibilidades – João César Newton, responsável técnico da Service Security, empresa que presta o serviço de captação e armazenamento de vídeo, disse ao Jornal Negocião que o sistema é robusto a ponto de possibilitar a conecção de muito mais câmeras além das atuais.

João César explica que é possível, futuramente, conectar ao sistema as câmeras do comércio que estão monitorando as ruas e as partes externas das lojas: “podemos conectar câmeras de tráfego, câmeras dos radares fixos e, em breve, câmeras nas vias de entrada e saída da cidade”.

Alguns comerciantes ouvidos, extraoficialmente, disseram que a possibilidade de colaborar com a secretaria de segurança é algo que, sem dúvida, seria visto de forma bastante positiva.

Polícia Civil e Polícia Militar – Quando a notícia da criação da SMSP foi divulgada, surgiram dúvidas sobre a forma de implantação, visto que, constitucionalmente, a segurança pública é de responsabilidade das polícias Civil e Militar. No entanto, um clima de cooperação e apoio já foi estabelecido.

Embora ainda não tenha se pronunciado oficialmente, a Tenente Coronel Cenise Calazans já recebeu o Dr. Wagner e até ofereceu algumas orientações para que a comunicação com a Polícia Militar seja mais efetiva.

Por parte da Polícia Civil, o Dr. Antônio José Fernandes Vieira, delegado seccional, juntamente com o Dr. José Henrique, da Delegacia de Investigações Gerais, em companhia do vereador Cícero de Aquino, foram conhecer a central de monitoramento e, diante das explicações de ordem técnica pelo representante da Service Security e das ponderações do secretário de segurança, puderam também conversar sobre as estratégias de colaboração e de compartilhamento das imagens que eventualmente poderão ser usadas nas investigações.

Uso das imagens – Dr. Wagner explicou que, para uso nas possíveis investigações criminais feitas pela Polícia Civil, pela Polícia Militar e até pela própria Prefeitura de Ourinhos, já está definido qual será o protocolo: “o pedido deverá ser feito para a SMSP, para que não haja um fluxo desnecessário de pessoas aqui na central de vídeo monitoramento (…) as imagens estarão disponíveis para as forças de segurança com o objetivo de auxiliar os trabalhos”.

Vandalismo – Diante dos diversos casos de vandalismo, sobretudo em unidades de saúde espalhadas pela cidade, Cássia Palhas, secretária de saúde, disse ao Negocião que o vídeo monitoramento será muito bom para prevenir essas ocorrências: “os funcionários irão trabalhar com mais segurança, os pacientes irão se sentir mais tranquilos e, principalmente, casos de vandalismo serão coisa do passado (…) remédios e aparelhos, que representam um custo alto para a municipalidade, estarão mais bem guardados”.

População apoia a iniciativa – Mônica Aparecida Casemiro Leite, moradora do Jardim Brilhante, acredita que o vídeo monitoramento será muito benéfico, sobretudo nos postos de saúde: “há muitas reclamações de atendimento irregular, filas e atraso de médicos (…) pode ser útil até para a melhoria da qualidade do atendimento (…) vai ser bom para todo mundo”.

Luciana Torres, moradora da Vila Boa Esperança, afirma que vai melhorar muito a segurança nas escolas: “ocorrências de furtos, violência e até para colaborar com o bem estar das crianças (…) isso vai ser muito bom”.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.